Mochilão na Ásia: 20 dicas para fazer sua Ásia Trip sem passar perrengue

Ásia Trip - Maya Bay Viagem VDT

E finalmente chegou a vez da Asia Trip! Acompanhada por alguns, depois da divulgação do Diário de Bordo dessa viagem, muitos pediram que organizasse as informações, roteiros e custos dessa viagem, simplesmente FODA!

Eu não sei o que acontece lá na Ásia, mas essa viagem tem a mania de mudar as pessoas. Vejo que 80% das pessoas que a fazem, voltam de lá determinados a mudar seu lifestyle (dica para você que está nessa fase de transição, olha isso, talvez te ajude!). Fico muito feliz por aqueles que realmente mudam! =)

Mas enfim, papos introspectivos e mais reflexivos a gente tem lá na nossa lista de email:

Fique Atualizado!

<

p style=\"text-align: center;\">

Receba o conteúdo das nossas viagens

Frequência

Vamos ao que interessa né!? Asia Trip! Uma pequena volta pela Tailândia, Camboja, Myanmar e Vietnã! Já fez as malas!? Boraaaa…

Change your mind, but mind the g4p!

E o que vamos falar hoje?

  • Mochilão Asia Trip
  • Por que Asia Trip? Como tudo começou
  • Nossa experiência: A origem do projeto Mind the G4P
  • Países, cidades e pontos turísticos
  • O valor da viagem
  • 20 Dicas para fazer uma Asia Trip
  • Conclusão: a viagem que muda a vida

Mochilão Asia Trip

Ásia Trip - Augusto Viagem VDT

Vale aqui um aviso! Não vou me aprofundar especificamente em cada localidade hoje! Até porque, nos próximos episódios, faremos um post para cada cidade. Beleza?

Então, para não perder os próximos capítulos dessa viagem incrível, assine nossa lista de e-mail e receba as novidades no conforto do seu e-mail.

Fique Atualizado!

<

p style=\"text-align: center;\">

Entre para nossa Nossa Lista Samurai

Frequência

Nesse artigo, vou contar como surgiu a ideia dessa viagem e também as informações que todos querem saber: custos e itinerários. Bora?!

Por que Asia Trip?

Ásia Trip - Full Moon Party Viagem VDT

Tudo começou na pós-viagem a Buenos Aires. Depois de termos passado um feriado lá, decidimos que faríamos, juntos, uma viagem maior. Maaaaas, como todo bom geminiano, Augusto é uma pessoa altamente indecisa.

Perguntei para ele: “e aí, que lugar do mundo você quer conhecer?” E ele: “… (cri-cri)”, então decidi brincar com ele de “bingo virtual”. E foi mais ou menos assim a nossa conversa (via whatsapp):

  • Marina: Escolhe um número de 1 a 7
  • Augusto: Por quê?
  • Marina: Ué, tu não sabe o que tu quer conhecer, vamos decidir na sorte!
  • Augusto: Como assim na sorte?
  • Marina: Simples. Escolhe um número de 1 a 7.

    Eu já tinha feito uma lista com os continentes e numerado eles de 1 a 7.

  • Augusto: 4
  • Marina: Show! Vamos para Ásia
  • Augusto: =O
  • Marina: ahahhaha! Agora escolhe um número de 1 a 10

    Eu tinha feito uma listinha com os países da Ásia e agrupado alguns países menores. Algo como: Japão, China, Tailândia + Camboja + Vietnã, Coreia do Norte e Sul, Indonésia + Malásia, Índia… E por aí vai.

  • Augusto: 3!
  • Marina: Ihhh, China. Putz, choque cultural muito grande. Escolhe outro! (é roubamos na brincadeira! ahahha)
  • Augusto: 7!
  • Marina: Opa! Fechou! Vamos pra Tailândia!

E foi assim que decidimos qual seria o destino da nossa viagem! E o mais curioso de tudo isso é que, com o passar do tempo, a Tailândia foi se tornando a maior febre, pelo seu baixo custo de turismo e beleza do país. Digamos que tivemos sorte! =P

Nossa experiência: A origem do projeto Mind the G4p

A viagem ao Sudeste Asiático foi realmente incrível. Fizemos de tudo um pouco, como você já deve ter visto no vídeo que fizemos, com um breve resumo de tudo que rolou lá.

Conhecemos muitos templos, museus e locais históricos. Mas também fomos a shows, festivais, fizemos trilha, crossfit, escalada, snorkel, muay thai, compras e nos apaixonamos por esse povo tão carismático e receptivo.

É até meio difícil decidir de qual país que eu mais gostei nessa viagem. E o que sempre respondo, quando me perguntam isso, é: depende!

De modo geral, a Tailândia é bem completa: beleza natural, praias, centro urbano, montanha, festas e cultura. E tivemos uma ótima recepção lá: meu tio Ratikon Vara fez questão de nos recepcionar no país, nos explicar sobre a cultura e também sobre a moeda local! (Sim, tenho família em tudo quanto é canto do mundo! hahah)

Ásia Trip - Moeda Tailândia Viagem VDT
Ásia Trip - Vara Viagem VDT

Porém, no Camboja conhecemos o Pounn e o Angkor (que por sinal é um complexo de templos mais incrível que já vi). Pounn é um tuk-tuk que foi indicado pela Thais Silva, minha amiga de faculdade. Ele é simplesmente sensacional!!!! Sério, quem for pro Camboja, para Siem Reap, fale com ele e já contrate os serviços com antecedência. Sua experiência lá vai ser completamente diferente!

Ásia Trip - Poun Viagem VDT

O Vietnã é hoje, um país bem desenvolvido e beeem turístico. Geralmente quando pensamos em Vietnã, só vem a ideia de selva e guerra. Mas atualmente, o centro urbano toma conta! Lá é bem bonito e tem ótima comida e um dos hostels mais legais que já fiquei: o Vietnam Backpacker - Downtown. Porém, cuidado ao negociar valores com os vietnamitas. Uma boa parte deles, principalmente com turistas, não costuma ser legal como nos outros países.

Ásia Trip - Vietnam Backpackers Viagem VDT
Ásia Trip - Cardápio Viagem VDT

Agora, Myanmar é um caso à parte. Um país recém-aberto ao turismo, com um povo extremamente pobre de bens materiais, mas rico de felicidade e simpatia. Tudo é extremamente barato e o povo é tão gentil que parece mentira!

Ásia Trip - Saigon Viagem VDT

Lá vivemos experiências tão incríveis, conhecemos histórias inspiradoras de pessoas que foram viver seus sonhos, e vimos, com nossos próprios olhos, que a felicidade é algo muito mais fácil de se alcançar do que acreditamos.

Ver um povo viver com tão pouco e ser extremamente feliz, trouxe inúmeras reflexões. Ver jovens viajantes “abandonando” suas casas para poder viver do que eles realmente amam fazer, nos inspirou muito. E foi a partir disso, que decidimos criar o Projeto Mind the G4p.

Em breve, traremos mais informações sobre ele. Pra receber as novidades sobre esse novo projeto cadastre-se abaixo:

Fique Atualizado!

<

p style=\"text-align: center;\">

Vamos para o Mundo!

Frequência

Países, cidades e pontos turísticos

Foram 4 países na Ásia e de quebra mais 1 que conseguimos conhecer durante a escala entre voos.

Logo na ida, fizemos escala na Holanda. Em Amsterdã, mais especificamente. E como nossa estada lá era de aproximadamente 5h e o Aeroporto de Amsterdã Schiphol é bem perto do centro da cidade (cerca de 30 a 40 min) e também de fácil acesso (você pode ir de metrô ou ônibus), aproveitamos para dar um rolé por lá.

E olha que dá para fazer bastante coisa! Já que no centro é tudo perto. Acabou que só conhecemos ali o Museumplein e o famoso “I amsterdam”. Conhecido como museum square, reúne os museus de Van Gogh, Diamond museum, Stedelijk e Rijksmuseum.

Voltamos para o aeroporto com tempo de sobra. Ou seja, dica! Se tiverem 5h de espera em Amsterdã, pode rodar a cidade porque dá tempo! =)

Ásia Trip - Amsterdam Viagem VDT

Passamos a maior parte da nossa viagem na Tailândia, e conhecemos os seguintes destinos:

  • Bangkok: Wat Benchamabophit, estátua do Rama V, Gold Mount, Sanam Luang, Wat Pho, Grand Palace, Wat Phra Kaew, Chao Phraya River, Wat Arun, Khao San Road, Chatuchak Weekend Market, Rajadamnern Stadium, Jim Thompson\'s House, MBK center, Siam paragon, Siam square e Central World.
  • Ayutthaya: Wat Yai Chaya Mongkol, Wat Panam Choeng, Wat Phra Ram, Wat Mahathat, Wat Phra Si Santhep, Wat Ratch Butaca, Wat Phra Mongkol Bohit, Wat Chaiwattanaram e Ayutthaya Tourist Center .
  • Kanchanaburi: Death Railway and bridge over river Kwai, Hellfire pass memorial and museum e Erawan National Park.
  • Phuket: James Bond Island, Fisherman floating village, Safari Island, Big Buddha, Wat Chalong.
  • Koh Phi Phi: Passar pela Viking Cave, Phi Leh Bay, Maya Bay, Los Samah Bay, monkey beach, Shark point na long Beach, Bamboo Island, Mosquito Island, Rantee Bay, View Point e escalada com a empresa Ibex.
  • Chiang Mai: tatuagem Sak-Yant com monge, Wat Phra Singh, Sunday Walking Street, Wat Lok Molee, Doi Inthanon National Park (King & Queen Pagoda, Namtok Watchirathan, Namtok Sirithan, Meo Market, White Karen Village), Night Bazar, Elephant Trekking Care, trekking para cachoeira e rafting no rio e o Loy Krathong e Yee Peng.
  • Koh Phangan: Fullmoon party em Haadrin
  • Koh Tao: Koh Nang Yuan, Shark Bay, Aow leak Sandy Bay, Hin Wong Bay, Mango Bay, Mooson muay Thai gym e Koh Tao Crossfit.
Ásia Trip - Muay Thai Viagem VDT

Já no Camboja, fomos ao Siem Reap e à capital, Phnom Penh. Mas, hoje, eu iria apenas a Siem Reap, já que é uma cidade muita mais bem preservada e segura. Phnom Penh é cidade grande e tem problemas de centro urbano como segurança e problemas de infraestrutura, por conta do crescimento desordenado. As cidades que conhecemos foram:

  • Siem Reap: Angkor Wat, Angkor Thom South gate, Bayon, Baphuon, Royal Enclosure & Phimeanakas Temple, Elephants Terrace, Terrace of Leper King, Ta Phrom, Phnom Bakheng, Phare Circus, Floating village, Angkor National museum, Old market, Night market e Pub Street.
  • Phnom Penh: Wat Phom, Independent Monument, Choeung ek (Killing fields), Tuol Sleng genocide museum (S-21), Russian market, National Museum, Night market, Royal Palace, Silver Pagoda, New Central Market ( Psar Thmei), Wat Ounalom e apreciar a vista da borda do Tonle River.
Ásia Trip - Angkor Wat Viagem VDT

Vietnã foi um país que surpreendeu bastante. Quando estávamos indo embora, conhecemos um casal de coroas, dentro do ônibus para o aeroporto que falou que eles já tinham ido para lá várias vezes. Eles estavam impressionados com a evolução e urbanização que o Vietnã tinha sofrido. Além disso, a comida de lá é de engordar qualquer pessoa! Come-se muito bem lá! Conhecemos as seguintes localidades:

  • Ho Chi Minh: Opera House, Central Post Office, Notre Dame Cathedral, Reunification Palace, War Remnants Museum, Thien Hau Pagoda, Phuoc An Hoi Quan, Mariamman Hindu, Ben Thanh Market e Cu Chi Tunnels (Ben duoc).
  • Hanoi: Ho Chi Minh Museum, Ho Chi Minh Mausoleum, One Pillar Pagoda, Temple of Literature, Imperial Citadel, Hang Gai Market Street, Water Puppet Show, Hoan Kien Lake, Ngoc Son Temple, Hoa Lo Prision Museum , Dong Xuan Market, National Museum of Vietnamese History e Bach Ma Temple.
  • Halong Bay: Thien Cung Cave e nadar, pular do barco, andar de caiaque e apreciar a vista num belo passeio pela Baía.
Ásia Trip - Cu-Chi Tunels Viagem VDT

E Myanmar é algo difícil de se explicar. Um país com a cultura muito fechada ainda, o povo extremamente receptivo e confiável. Lá, eles não têm acesso a produtos como maquiagem e perfume.

Uma vendedora local negociando comigo perguntou: “você tem batom? ou maquiagem? A gente pode trocar!”. E eles super se interessam em saber como é o mundo aqui fora! Essa mesma menina pediu pra ver como era o dinheiro do Brasil. Eles não têm muito acesso à informação lá. Aprendem com os turistas que estão visitando a região!

E, foi em Bagan que Augusto caiu doente! Cansaço da viagem. Ficou um dia inteiro de cama com enjoo e febre. Ficamos apenas 4 dias lá e conhecemos:

  • Yangon: Shwedagon Pagoda, Chaukhtatgyi Pagoda e Inya Lake
  • Bagan: Shwezigon Pagoda, Htilominlo, Ananda Temple, Dhamnayangyi e Shwe San Daw Pagoda.
Ásia Trip - Bagan Viagem VDT

O valor da viagem

Vamos ao fator decisivo de toda viagem: o custo. Primeiramente, é bom entender um pouco sobre as cotações né!? Eu viajei em novembro de 2015 e nessa época o dólar estava R$ 3,89.

  • Holanda - Euro (EUR): 1 USD = EUR 0,82 / 1 BRL = EUR 0,21
  • Tailândia - Thai baht (THB): 1 USD = THB 35,38 / 1 BRL = THB 9,10
  • Vietnã - Dong (VND): 1 USD = VND 22.000 / 1 BRL = VND 5.655
  • Camboja - Riel (KHR): 1 USD = KHR 4.000 / 1 BRL = KHR 1.028
  • Myanmar - Kyats (MMK): 1 USD = MMK 1.278 / 1 BRL = MMK 329

Dito isso, os gastos totais foram (valores em dólares e referentes a gastos de 2 pessoas):

  • $ 270 gastos em vistos
  • $ 2.830 gastos em voos
  • $ 856 com alimentação
  • $ 500 com hospedagem
  • $ 831 com compras
  • $ 552 com deslocamento
  • $ 1.168 com passeios/turismo
  • $ 40 com outros gastos

TOTAL para 2 pessoas: USD 7.047

TOTAL para 1 pessoa: USD 3.523

20 Dicas para fazer uma Asia Trip

Vamos a algumas dicas interessantes sobre documentação, passagens, hospedagens e afins:

Ásia Trip - Chiang Mai Viagem VDT
  1. Brasileiros podem passar até 90 dias na Tailândia sem precisar de visto;
  2. É necessário comprovante de vacinação contra febre amarela (aproveite a campanha de vacinação aqui no Brasil) para entrar na Tailândia;
  3. Para ir ao Camboja, Vietnã e Myanmar é preciso tirar visto. Todos devem ser tirados com antecedência;
  4. Tome cuidado com o golpe do táxi no Vietnã. É muito comum. Eles trocam suas notas (já que em termos de numeração é bem diferente da nossa valoração) e acabam ficando com dinheiro a mais;
  5. Se for andar de tuk-tuk ou songthaew, combine o preço antes da corrida, senão eles metem a mão. E combine o preço total, reforce que é esse preço para todos que estão com você. Senão eles costumam dizer no final da corrida que era o preço para cada pessoa. Aí já era! Tu já andou, vai ter que pagar;
  6. Na Tailândia experimente o Pad thai. Os melhores são os das barraquinhas de rua;
  7. No Camboja coma o Fried Rice e os sucos de fruta das barraquinhas de rua. Tente ir ao restaurante 1-dolar breakfast;
  8. No Vietnã o Pho não pode ficar de fora do cardápio. Em Hanoi faça uma visita aos restaurantes: Minh Thuy’s e New day restaurant. Já em Ho Chi Minh (ou Saigon) vá ao Anh Coffee Shop;
  9. Nunca beba água que não seja engarrafada e lacrada. A chance de contaminação é muito grande;
  10. Barganhe! Tudo que for comprar. A barganha lá é como se fosse um ritual. Se não tiver, não tem graça. Dica: jogue o preço pelo menos na metade do valor que eles te cobram. E daí, tente fechar negócio pagando no máximo 75% desse valor original. Também é interessante fazer compras pela manhã, pois eles são mais abertos à negociação, já que acreditam que o primeiro cliente do dia é um sinal de como será o dia de vendas. Então se o cliente entra e não compra, eles acreditam que terão azar. Assim, aceitam qualquer oferta que você fizer!
  11. Eles falam inglês muito bem. Tem um sotaquezinho, mas nada impossível. Só tivemos dificuldade com inglês para pegar ônibus local. Fora isso, foi tudo super de boa.
  12. Para visitar templos e santuários, muitas vezes se pede uma vestimenta adequada: ombros e joelhos cobertos. Nada de regata e short/bermuda. Alguns alugam vestimentas para quem estiver inapropriado.
  13. Leve bastante protetor solar e repelente.
  14. Sempre faça reserva em quartos com ar condicionado. Lá é bem quente e abafado. À noite, a chuva de mosquito é iminente.
  15. Experimente os mais diversos tipos de hospedagens: bangalôs, hostel, hotel, ônibus… Aproveite para se hospedar num 5 estrelas, porque lá o preço, comparado ao daqui, é uma pechincha.
  16. No Vietnã não existe lei de trânsito. Então não espere o sinal fechar para atravessar, porque os carros não param. Lá você tem que sair atravessando no meio dos carros. Mas é bem tranquilo, porque eles costumam andar em velocidade reduzida.
  17. Leve dólares na sua viagem. Na Tailândia, Vietnã e Myanmar você vai precisar trocar pela moeda local. Já no Camboja, basta pagar em dólar mesmo, pois eles aceitam. Mas se tiverem que te dar troco, o troco virá em Khmer (moeda local).
  18. Para trocar o dinheiro, na Tailândia busque uma casa de câmbio. Elas possuem cotação melhores. Já no Vietnã troque em bancos. E em Myanmar, troque dentro do próprio aeroporto.
  19. Tente viajar com bagagem reduzida. Como as empresas lá possuem tarifa low cost, elas cobram taxas a mais por bagagem despachada. Então, tente viajar com apenas uma mochila.
  20. É super comum alugar motos tipo scooter, tanto nas ilhas da Tailândia, quanto no Vietnã e em Myanmar. Alguns chamam de vespa ou bike elétrica. Não é exigido documento de habilitação para a locação delas.

Conclusão: a viagem que muda a vida

Ásia Trip - Camboja Viagem VDT

Lembrando, hoje foi apenas um petit comité do que está por vir. Foi uma singela introdução ao que vamos falar sobre Asia Trip. Nos próximos posts, vamos entrar a fundo em cada local.

Falar de cada acontecimento, cada ponto turístico e cada experiência vivida. E olha, foram tantas que não cabe no gibi! =)

A Asia Trip virou febre nesse último ano, principalmente pelo seu baixo custo. E por mais que a passagem de ida e volta não tenha um preço muito atrativo, o custo como um todo acaba compensando.

Mas o que a maioria dos viajantes não sabe é da quantidade de pessoas que largaram “tudo” para viver lá após fazerem essa famosa Asia Trip. Motivos para isso existem aos montes: o baixo custo de vida, facilidade de trabalho para estrangeiros e, principalmente, a hospitalidade e espiritualidade desse povo fascinante.

Espero que tenham gostado dessa introdução a Asia Trip.

E se você já foi lá, me diz então, qual foi o lugar que você mais gostou?!

Até a próxima viagem…

Marina

Marina Tsuge

Administradora por formação, com 24 anos, descobriu na arte de escrever uma forma de compartilhar conhecimentos e incentivar mudanças.