Eu te Incentivo no Biathlon: o que rolou no Rei e Rainha do Mar Rio de Janeiro

Biathlon 2 Eu Te Incentivo Vida de Tsuge VDT

Por Vinícius Araújo

No dia 10/12/2016 estava participando da minha primeira experiência numa prova de biathlon (ou biatlo), que neste caso era uma combinação de 1 km de natação em mar aberto mais 2,5 km de corrida na areia, sendo parte do evento “Rei e Rainha do Mar” que aconteceu em Copacabana, no Rio de Janeiro.

O que é Biathlon

O biathlon é o conjunto de 2 provas esportivas, intercaladas de forma simultânea. Originalmente, o biathlon é um esporte de inverno, resultado da combinação de corrida de esqui cross-country e tiro. O biatlo surgiu na Noruega como um exercício de treino para soldados e em 1960, foi incluído no programa dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Mas, o objetivo aqui é falar da prova de biathlon no Brasil, que consiste numa prova de natação e corrida e muitos consideram como uma boa preparação para iniciar no triathlon (natação, corrida e ciclismo).

As provas mais comuns realizadas, são as de 500 m de natação + 3 km de corrida ou 1 km de natação + 2,5 km de corrida, mas essas distâncias variam de acordo com cada evento.

Biathlon Eu Te Incentivo Vida de Tsuge VDT

Rei e Rainha do Mar

O circuito Rei e Rainha do Mar teve início em 2008, a partir da prova de natação conhecida como “Desafio do Leme ao Pontal”, com 35 km de percurso, realizada no Rio de Janeiro. A partir daí o evento cresceu e se tornou o maior festival de esportes de praia do Brasil. O evento tem hoje, 5 etapas no ano, em 3 cidades diferentes e em cada evento são disponibilizadas 9 tipos de provas distintas, entre elas o beach biathlon, que consiste na prova de 1 km de natação no mar e 2,5 km de corrida na areia.

O circuito tem a participação tanto de atletas profissionais, quanto de amadores. Por ali, já passaram vários dos principais nomes da natação mundial e é uma ótima oportunidade para aqueles que querem praticar uma atividade saudável.

Minha volta para o esporte

No início de 2015, voltei a praticar um esporte diariamente, que no caso foi o crossfit, e a minha condição física e aeróbica estava cada vez melhor. Conforme o tempo foi passando, fui me animando a participar de algumas corridas de obstáculos e tomando gosto em participar de competições. A cada prova que participava, percebia que meus tempos iam melhorando e o desgaste era menor.

Um mês antes da prova, meu irmão me convidou para participar do biathlon do “Rei e Rainha do Mar” e, por mais que tivesse um bom tempo sem treinar natação, a minha performance para 2,5 km de corrida, estava boa o suficiente para encarar o desafio.

Em seguida, convidei mais alguns amigos para participar e no final das contas, éramos seis pessoas fazendo a prova juntos.

Preparação

Uma vez feita a inscrição, precisei fazer treinos específicos para a prova. Comecei a correr com mais frequência na esteira e fui à praia correr na areia para me acostumar e me testar. Ao mesmo tempo, fiz um treino de 1 km na piscina e depois fui nadar em mar aberto pra entender as dificuldades de nadar com onda e corrente marítima.

Estava conseguindo manter um ritmo para encarar a prova, mas ainda tinha a preocupação de saber se ia dar conta de completar as duas modalidades, uma seguida da outra.

Com relação à alimentação, não fiz nenhum tipo de alteração, pois já tinha o hábito de comer coisas saudáveis no dia a dia, evitando o máximo de gordura, fritura e açúcar , que acabava consumindo mais nos fins de semana.

Biathlon 3 Eu Te Incentivo Vida de Tsuge VDT

Expectativa

A verdade é que nem a corrida e nem a natação são os esportes que mais gosto de fazer e, consequentemente, não são os que mais pratico no meu dia a dia. Assim, não havia uma expectativa de fazer um tempo que brigasse pelas colocações dianteiras da prova.

Mas, ao resolver participar de provas nas quais não existem chances de vencer ou ficar nas primeiras colocações, o prazer está em ultrapassar os meus próprios limites. O que eu mais queria era fazer uma prova em que eu nadasse e corresse em um tempo que não havia feito, até então, nos meus treinos. Ou que ficasse na frente dos meus amigos… haha.

Dia da Prova

A prova estava marcada para 6h45 da manhã, então o dia começou bem cedo para não chegar atrasado à prova. Por mais que tivesse acordado às 5h30, era muito importante fazer um desjejum reforçado para não ter nenhum problema de falta de energia ou passar mal durante a prova.

Havíamos combinado de nos encontrarmos na entrada do evento e conforme todos foram chegando, nos preparamos para a largada. Para iniciar a prova precisa da roupa de banho, óculos de natação, toca, o chip e a pulseira de identificação. Uma vez tudo conferido, é importante iniciar um aquecimento para evitar algum tipo de lesão por causa do corpo estar “frio”.

A partir daí, começa aquele frio na barriga na expectativa da largada e surgem na cabeça mil estratégias que posso adotar, com o andamento da prova em função do meu desempenho. Nessa hora, desejamos boa sorte aos amigos, é acionado o som que indica a largada e todos correm em direção à água, que está gelada, mas ninguém se importa com isso.

Apesar de ter centenas de pessoas ao seu lado te dando mãozada e pernada dentro da água, é um momento só seu de concentração para fazer a melhor natação que você pode conseguir, mas ao mesmo tempo você começa a ver várias pessoas te ultrapassando e você tem que decidir se aumenta a velocidade ou se guarda energia para o final. Mas com a quantidade de gente ao meu redor, nem dava para acelerar muito, pois estava difícil encontrar um espaço. Em função disso, por diversos momentos, nadei no estilo peito para evitar bater nos outros, que acabavam me atrapalhando.

Como a prova de natação consistia em 500 metros mar adentro e os outros 500 metros de volta, assim que contornei a boia, a maré ajudou a fazer menos força e aumentar um pouco a velocidade, mas já estava ficando bem cansado.

Cerca de 24 minutos depois da largada, eu terminava a parte de natação e me preparava para iniciar a corrida, quando nesse exato momento o vencedor do biathlon cruzava a linha de chegada da corrida, com o segundo colocado logo atrás. Nessa hora pensei: “vou chegar dentre os últimos colocados…”.

Enfim, mesmo bem cansado, tomei coragem e comecei a correr na areia. Por sorte, o início da corrida era na parte mais dura da areia, perto do mar, já que ali se faz menos força para correr (a volta foi toda na areia fofa). Diferentemente da natação, que não dá para saber quem está ao seu lado, assim que iniciei a parte da corrida, comecei a procurar os meus amigos para ver se encontrava alguma referência para me motivar a correr mais. Mas como não via ninguém conhecido, não restou outra coisa a não ser continuar a correr.

Conforme vai chegando o final da prova, o corpo fica acostumado com o esforço que está fazendo, mas assim que comecei a avistar a chegada do biathlon, resolvi dar todo o resto de gás que ainda sobrava no meu corpo. Cruzei o final da prova em 40’50’’, só que o esforço que fiz no último pique de corrida, me fez demorar uns 5 minutos ou mais para levantar do chão e com sensação de náusea. Mas nada que uma hidratação e uma banana não resolvessem, na hora, para ficar de pé novamente. Nessa hora meu irmão e um dos meus amigos já haviam chegado e ficamos ali na área de chegada esperando todos terminarem a prova.

Assim que todos chegaram, fomos pegar nossa medalha de participação, nos alimentarmos melhor em função do desgaste e tirar algumas fotos de recordação.

Biathlon 1 Eu Te Incentivo Vida de Tsuge VDT

Pós-prova

Ao final da prova, saí com sentimento de dever cumprido comigo mesmo e com vontade de fazer mais provas como essa no futuro. Porém, preciso treinar mais a parte de natação.

Participar de provas como essa, dá uma sensação de estar vivo e sentir que o corpo responde àquilo que deseja fazer, mesmo que eu não seja mais um jovem de 20 e poucos anos.

Além disso, acho difícil ter algo melhor do que fazer o que gosta, cercado de amigos. O clima de alegria a companheirismo supera todas as dificuldades físicas que tenham acontecido.

E agora é esperar a próxima prova para me inscrever e participar novamente de um biathlon!!!

Outras provas

Se você se interessou pela modalidade e quer procurar um evento para testar os seus limites ou apenas se divertir com amigos, abaixo temos algumas sugestões de onde procurar:

Circuito Mares (1 km de natação + 5 km de corrida) – Dia 21/5, em Ubatuba-SP.

Circuito Performance Run Aquathlon & Travessia (600 m de natação + 3 km de corrida) – Dia 28/5, em Bertioga-SP.

Circuito Fast Aquathlon (750 m de natação + 3 km de corrida) – Dia 17/9, em Santos-SP.

Circuito Performance Run Aquathlon & Travessia (600 m de natação + 3 km de corrida) – Dia 24/9, em Bertioga-SP.

Circuito Fast Aquathlon (750 m de natação + 3 km de corrida) – Dia 5/11, em Santos-SP.

Rei e Rainha do Mar (1 km de natação + 2,5 km de corrida) – Dias 9 e 10/12, no Rio de Janeiro-RJ.

Existem mais provas espalhadas pelo Brasil, mas algumas delas já ocorreram no início do ano ou ainda não têm o calendário divulgado.

Fontes:

Biatlo no Wikipedia

História do Rei e Rainha do Mar

Vinícius Araujo

Montanhista. Crossfiter. Judoca. Mud Racer. Ciclista. Atualmente, novo colunista do Vida de Tsuge no assunto: Esportes Radicais!