Nagasaki: alvo da segunda bomba atômica, hoje, símbolo da paz!

E vamos para o 5º destino na Viagem dos Tsuge para o Japão: Nagasaki! Ela foi a segunda cidade atingida pela bomba atômica durante a Segunda Guerra mundial. Nagasaki foi, de longe, o local que mais me passou a sensação de paz!

Nagasaki Peace Park homem rezando

 

Hoje vamos entrar no clima zen de >> Nagasaki << entendendo os seguintes pontos:

  • Sobre Nagasaki
  • Dicas de etiqueta e Costumes
  • Viagem dos Tsuge: um dia em Nagasaki
    • Locais visitados
    • Custo da viagem
    • Alimentação, Hospedagem e Transporte
  • Quando viajar?
  • Top 10: Pontos Turísticos
  • Conclusão
  • Extra: Roteiro de Viagem para Nagasaki!!!

Sobre Nagasaki

Nagasaki Tsurus da paz

Nagasaki fica localizada ao sul do Japão, na Ilha de Kyushu. Possui o porto mais próximo do continente asiático e, por isso, foi durante muitos anos, a porta de entrada do mundo para o Japão. Foi também palco da ópera “Madame Butterfly”, de Giacomo Puccini. Porém, Nagasaki só ficou mundialmente conhecida em 1945, após ter sido a segunda e última cidade do mundo, atingida por uma bomba atômica.

Mas nem só de memórias de guerra vive Nagasaki. É claro que ela tem um espaço dedicado a isso, como o Atomic Bomb Museum e o Peace Park, mas tem outros pontos turísticos que se destacam: Confucius Shrine, Glover’s Garden... São alguns bons exemplos, de pontos turísticos, em Nagasaki.

Se você ainda se preocupa com a questão da radiação residual das bombas atômicas, fique tranquilo! Lá na publicação sobre Hiroshima, dei uma explicadinha sobre esse assunto…

Dicas de Etiqueta e Costumes

Quando a gente pensa em Japão, muitas características vêm logo à cabeça: organização, longevidade e, é claro, segurança. Aqui no Brasil, estamos acostumados a desconfiar da própria sombra. Se tem alguém parado atrás da gente no meio da rua, é comum desconfiar de furto ou coisa assim. Agora no Japão, chega a ser estranho de tanta segurança! Rs… Só pra você ter uma ideia de como é que é:

  • As crianças andam na rua sozinhas;
  • Você pode caminhar pela cidade à noite e mesmo estando tudo escuro (lá não tem poste de iluminação pública), você não vai estar em perigo;
  • Ainda, é comum as pessoas deixarem a bolsa pra marcar lugar à mesa, enquanto vai comprar a comida. Eu lembro que eu fazia isso quando era criança, no interior.. Mas olha, já faz tempo que não vejo ninguém marcando lugar à mesa, com seus pertences.
  • Nem precisa se preocupar em guardar a câmera porque ninguém vai te roubar ou furtar. Por isso, é muito comum ver japoneses aqui no Brasil, andando com a câmera pendurada no pescoço;
  • Em bairros residenciais é normal ver mesinhas ou cestos na calçada, com legumes e frutas, e o preço de cada coisa. Lá as pessoas pegam o que querem e deixam o dinheiro. E no fim do dia, o agricultor vai lá pegar seu dinheiro e também recolher o que não vendeu. Juro, ninguém pega sem pagar! E o mais importante, ninguém pega o dinheiro também;
Japão Segurança shinkansen
  • Usar o transporte público também é seguro. As pessoas até deixam suas bolsas naquele guarda-volumes que fica em cima dos bancos (quem nem a gente tem em ônibus de viagem aqui no Brasil). E quando eu digo deixam, é deixar mesmo!!! Vi um cara que colocou a bolsa lá em cima, perto da porta, assim que entrou num metrô lotado que seguia para a Tokyo Station. E conforme o metrô enchia, ele se afastava da sua bolsa… Ele só pegou a bolsa de novo, quando foi descer;
  • Agora, a cena mais inédita pra mim, foi essa aí da foto! Aconteceu dentro de um trem-bala (shinkansen). O maquinista avisou que teríamos que ficar parados um tempo na estação, por causa dos fortes ventos que podiam desestabilizar o trem. O senhor que estava sentado perto de mim, estava um pouco estressado e quando ouviu isso, saiu boladão do trem pra fumar (sim, japoneses fumam muito)... E deixou tudo, eu disse, TUDO dele ali!! Bolsa, computador, celular carregando... Enfim, não havia a preocupação de que alguém pudesse pegar qualquer coisa dele. E é, mais ou menos assim, que funciona lá!

E veja mais dicas de etiqueta e costumes nas publicações anteriores.

Dados da Viagem dos Tsuge’s em Nagasaki

Nagasaki Glover Garden plano inclinado

Nagasaki é uma gracinha. O Peace Park não tem nada demais. É uma praça com esculturas sobre paz e em homenagem aos que ali morreram. Mas a energia é fora do comum. Eu passei algumas horas lá sentada, apreciando a manhã. Em Nagasaki fiquei:

  • 1 dia e 1 noite: 26/08/2013 a 27/08/2013
  • Cotação da época: USD 1 = R$ 2,26 = ¥ 94,23
    Ou seja, para se ter uma ideia rápida de valores, basta dividir o valor em iene (¥) por 100 e será aproximadamente, o valor em dólar (vou divulgar os custos em dólares, que é a melhor forma de você utilizar como base para sua projeção de viagem).

Locais visitados em Nagasaki

Mais um dia de madrugar durante a viagem. O plano era chegar em Nagasaki antes do anoitecer e ir no Peace Park assim que chegasse. Mas me perdi um pouco em Kumamoto e acabei atrasando um pouco minha ida pra Nagasaki.

Como o Hostel não era tão próximo da JR Station, saí de lá pela manhã e deixei minha mala num locker da estação. Seguindo o roteiro, fui direto pro Peace Park. Uma dica que sempre dou, é tentar ir nos parques logo cedo. Porque estão mais vazios e você consegue curtir a calmaria, além de ter fotos sem figurantes!

Nagasaki Peace Park Tsuge

O Peace Park de Nagasaki é encantador. Bem cuidado e gratuito. Fica aberto 24/7 e tem é coisa pra apreciar por lá. A grande estátua de Nagasaki é cheia de simbolismo e representa o desejo da paz mundial. A mão direita apontada pra cima (céu) simboliza a ameaça da bomba atômica. Já a mão esquerda na horizontal, representa a paz eterna. Os olhos fechados demonstram a oração pedindo que as almas das vítimas do bombardeio, descansem em paz. De longe, foi um dos melhores lugares da minha viagem!

Além da grande estátua, você ainda encontra espalhadas pelo parque, esculturas de diversos países, em homenagem às vítimas da bomba.

Nagasaki Peace Park escultura metal
Nagasaki Peace Park escultura do Brasil
Nagasaki Peace Park escultura mulher
Nagasaki Peace Park escultura crianças
Nagasaki Peace Park escultura casal

Enquanto estava lá, tomando meu café e curtindo o silêncio da manhã, duas cenas me chamaram a atenção. A primeira foi a de um senhorzinho fazendo sua caminhada matinal. O estranho, é que ele só andava pelos caminhos traçados pelas pedras grandes, como se fossem “tábuas de madeira” em cima de um rio. Ele não pisava fora delas. Agora, por quê?! Vai saber… rs

Nagasaki Peace Park vovo andante

A segunda cena, foi a de um jovem rapaz, que chegou com flores, orou por bastante tempo em frente à grande estátua do Peace Park. Possivelmente, ele deve ter perdido algum familiar no ataque da bomba e estava lá prestando sua homenagem.

Nagasaki Peace Park homem orando

Saí de lá e fui tentar entender melhor, tudo que ocorreu em Nagasaki, no Atomic Bomb Museum. Dentre as diversas histórias e objetos que restaram dessa tragédia, gostaria de destacar a do médico Takashi Nagai, que estava presente, mas sobreviveu ao ataque. Abaixo, segue o seu relato:

“A pressão imediata foi tamanha que, no raio de um quilômetro, todo ser humano que se encontrava do lado de fora, ou num local aberto, morreu instantaneamente ou dentre poucos minutos. A quinhentos metros da explosão, uma jovem mãe foi encontrada com o ventre aberto, seu bebê entre as pernas. Muitos cadáveres perderam suas entranhas. A setecentos metros, cabeças foram arrancadas e, por vezes, os olhos saltavam das órbitas. Alguns em conseqüência de hemorragias internas, estavam brancos como folha de papel, os crânios fraturados deixavam destilar o sangue pelos ouvidos. O calor chegou a tal violência que, a quinhentos metros, os rostos foram atingidos a ponto de ficarem irreconhecíveis. A um quilômetro, as queimaduras atômicas tinham dilacerado a pele, fazendo-as cair em tiras, dando-lhe um tom marrom avermelhado e deixando à vista a carne sangrenta. A primeira impressão não foi, segundo parece, a de calor, mas a de dor intensa, seguida de frio excessivo. A pele levantada era frágil e saia facilmente. A maioria das vítimas morria com rapidez.”

Takashi Nagai

Nagasaki Dr Takashi Nagai

Esse médico dedicou sua vida para aliviar o sofrimento das pessoas que encontrava, levando ajuda médica, reconforto e sustento alimentar. Ele foi um cientista pioneiro no Japão em radiologia, voltada pra prevenção de tuberculose. Sua contribuição foi tão valiosa, que seu enterro, em 1951, foi assistido por mais de 20.000 pessoas.

Em seguida, fui para o Glover Garden, conhecer agora um outro lado de Nagasaki, da sua importância marítima e influência europeia. É um museu a céu aberto com a arquitetura tipicamente inglesa. Uma atração que você vê por lá, é a japonesada se vestindo com roupas do século XIX para tirar fotos!

Nagasaki Glover Garden aluguel de roupa

Logo ao lado, estava a Oura Church. Também resultado da estada dos europeus em Nagasaki, é a Igreja Católica mais antiga do Japão. Como eu estava com pouco tempo, preferi deixar a visita na Oura Church para a próxima ida ao Japão.

Continuei andando na direção leste, até chegar ao Confucius Shrine. Um santuário chinês, dedicado ao filósofo Confúcio. Tem diversas estátuas dos discípulos de Confúcio e é também um museu da história chinesa.

Nagasaki Confucius Shrine Tsuge

De lá, só mais duas paradas, o Kofukuji Temple e o Sofukuji Temple. O Kofukuji é um templo zen budista, construído bem no meio da cidade. De fato, não são os templos mais lindos que já vi. Mas cada um te chama atenção por algum motivo, certo!? O Kofukuji era cuidado por vovózinhas japas. Elas cuidavam do jardim, catando as graminhas ruins, num trabalho tão dedicado que parecia a coisa mais importante a se fazer. Fofas!

Nagasaki Kofukuji vovós na jardinagem

Já o Sofukuji estava cheio de ornamentos sendo preparados, possivelmente para algum evento. O Sofukuji, foi construído durante o período em que os chineses lá residiram. Por isso, ele lembra muito mais a arquitetura chinesa, que a japonesa.


Viu como tem muita coisa sobre Nagasaki que ninguém fala sobre!? Então compartilhe com seus amigos essa viagem!


Nagasaki Sofukuji Tsuge

Quanto foi gasto?

Os preços médios ficaram assim:

  • Hospedagem/dia (hostel): $ 25
  • Transporte/dia: $ 8
  • Alimentação/dia: $ 23
  • Turismo ou passeios/dia (mais detalhes abaixo, em ‘Pontos Turísticos’): $ 7
  • Compras/dia: $ 20 (varia... sugestão de gastos com lembranças locais apenas)

Para 1 dia que fiquei em Nagasaki, o total gasto foi R$316,58:

  • Hospedagem: R$ 55,89
  • Transporte: R$ 17,20
  • Alimentação: R$ 109,86
  • Passeios (entradas em museus, templos, jardins, …): R$ 41,80
  • Compras (lembrancinhas dos templos): R$ 91,83

Alimentação

Nagasaki Champon

Um prato típico de Nagasaki é o Champon. Uma sopa com macarrão, verduras e frutos do mar, leve e saborosa, típica da cidade de Nagasaki. Confesso que eu não me lembro o que comi em Nagasaki. Tinha dias em que a fome era tanta, que eu esquecia de tirar fotos. E esse foi um dos dias. Mas uma coisa que lembro, é que comprei meu café da manhã numa padaria bem ao lado da Estação JR Nagasaki. E o pão era M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!

Hospedagem

Passei uma noite em Nagasaki. E, em mais um momento de lapso de memória e cansaço, não tirei foto do hostel! Hahaha! Mas se quiserem uma dica, eu fiquei no Akari Nagasaki International Hostel! É bem legal. Eles têm uns panfletos sobre turismo na cidade e algumas dicas pros viajantes, como: lavanderia, como se locomover em Nagasaki e casas de câmbio.

Esse hostel já foi eleito, por 3 anos seguidos, o melhor hostel do Japão e em 2009 ficou como 3º melhor da Ásia. Eles são tão bem organizados e estruturados, que no próprio hostel fazem um “Discount Card” pros passeios que você vai fazer por Nagasaki! As entradas para algumas atrações ficam pela metade do preço! Dá só uma olhada no mapa que eles disponibilizam:

Transporte

Pra chegar em Nagasaki, as 3 principais opções são:

  • Aeroporto de Nagasaki: fica a 45 minutos do centro de Nagasaki e tem ônibus pra lá (¥800)
  • Aeroporto de Fukuoka: fica a 2:30h do centro de Nagasaki e, também, se chega de ônibus (¥2570)
  • Trem-bala (shinkansen): você pode ir de diversos lugares para Nagasaki. Eu acabei vindo de Kumamoto. Mas se você estiver em Tóquio é só pegar o JR Tokaido/Sanyo Shinkansen que vai de Tóquio até Fukuoka (Estação Hakata) e lá você transfere para o JR Kamome limited express train que vai até Nagasaki. Se o seu caso não se encaixa em nenhum desses acima, consulte o site Hyperdia para saber o melhor trajeto, tanto por tempo gasto quanto por custo.

Agora, para circular dentro de Nagasaki as opções são:

Nagasaki transporte Bondinho
  • Andando: alguns pontos turísticos são colados um no outro, papo de 5 minutos andando. Então é bom planejar os locais que quer ir com um mapa na mão, pra não ficar indo e voltando.. =D
  • Ônibus: só é utilizado para quem quer visitar o Monte Inasa. Se for pra circular no centro, melhor a pé ou de bondinho.
  • Bondinhos (tram): são 4 linhas de bondinhos que circulam das 6h às 23h. Cada viagem custa ¥120 ou você pode optar pelo one-day pass, por ¥500 pra usar ilimitado, por 1 dia.

Quando viajar?

A primavera é destaque da época do ano para ir a Nagasaki e, novamente, por conta das cerejeiras. Então fica a dica, se você for lá entre março e abril, visite os seguintes parques: Tateyama Park, Sakura no Sato e Nagasaki Peace Park.

Nagasaki Peace Park flores

Outra época interessante para ir é em Outubro, especificamente entre os dias 7 e 9. Isso porque, nesse período, ocorre o Festival Nagasaki Kunchi, celebrado há 400 anos. Nesse festival, são incorporados diferentes aspectos da cultura chinesa e inglesa, já que fizeram parte da história da cidade.

Top 10 Pontos Turísticos de Nagasaki

1. Peace Park: o parque é uma homenagem às vítimas da bomba atômica, da II Guerra Mundial. No parque existem diversas estátuas memoriais. Além disso, no centro do parque tem um pilar preto, que guarda o nome de todas as vítimas desse ataque.
Ir bem cedinho para aproveitar o parque vazio. Comprar um lanchinho e tomar o café da manhã no banquinho do parque
Bonde #1 ou #3, da Estação de Nagasaki para a parada Matsuyamamachi ou Hamaguchimachi
Sempre aberto
Todos os dias
Entrada Gratuita

Nagasaki Peace Park monumento paz

 
2. Atomic Bomb Museum: traz a história desse trágico evento, o caminho da reconstrução e a história do desenvolvimento de armas nucleares.
Tem um tour guiado em inglês
Bonde #1 ou #3, da Estação de Nagasaki para a parada Matsuyamamachi ou Hamaguchimachi
8 minutos andando do Peace Park
08:30 às 18:30 (mai a ago) / 08:30 às 17:30 (set a abr)
Todos os dias, exceto de 29 à 31 de dezembro
200

Nagasaki atomic bomb museum

 

3. Gunkanjima: também conhecida como “Battleship Island” recebeu esse nome por causa da sua aparência. A ilha foi abandonada há 40 anos, quando a exploração das minas submarinas ficou esgotada. O real nome da ilha é Hashima e já foi palco de séries de aventura sobre Parkour.
É recomendável reservar com antecedência, principalmente para fins de semana ou feriado.
Yamasa Kaiun / Gunkanjima Concierge / Gunkanjima Cruise
O tour na ilha é feito por diversas agências de viagens
O tour leva em torno de 3h e inclui 1h na ilha pra você se aventurar sozinho
Todos os dias, mas se o mar estiver agitado os tours são suspensos
3400 a 4500 por pessoa

Nagasaki Gunkanjima

 
4. Mount Inasayama: um monte de 333 metros de altura localizado próximo ao centro de Nagasaki, está no top 3 das vistas noturnas mais bonitas do Japão.
Ir à noite para ter uma bela vista da cidade iluminada
Dá pra chegar de teleférico, táxi ou ônibus

Gôndolas do teleférico saem a cada 15-20 minutos
09:00 às 22:00
Todos os dias, exceto no início de dezembro (fecha para manutenção)
1230 (ida e volta)

Nagasaki Mount Inasa

 
5. Glover Garden: um museu a céu aberto, com casas no estilo europeu. Foi a casa do Thomas Glover, um mercante escocês. Do jardim, se tem uma bela vista panorâmica da costa da cidade.
Você pode se vestir com trajes do século XIX para fazer fotos (¥500 por 30 min)
Entrada permitida até 20 minutos antes do fechamento
Bonde #5, para a parada Ouratenshudo-shita, a 5 minutos andando
08:00 às 18:00 (até às 21:00 ou 21:30 no verão)
Todos os dias
610

Nagasaki Glover Garden hall

 
6. Sofukuji Temple: templo zen budista da escola Obaku, lembra a arquitetura chinesa. É considerada um tesouro nacional e seu chamativo portão vermelho é chamado de Ryugumon.
Bonde #1 ou #3, para a parada Shokakuji-shita, a 3 minutos andando
08:00 às 17:00
Todos os dias
300

Nagasaki Sofukuji

 
7. Dejima: é uma ilha artificial construída em 1636 com o objetivo de segregar os portugueses, residentes em Nagasaki, da população japonesa. Por mais de 200 anos, durante o período de isolamento do Japão, foi a única porta de entrada das tendências mundiais.

Entrada permitida até 20 minutos antes do fechamento
Bonde #1 para a parada Dejima
08:00 às 18:00 (até às 19:00 no verão)
Todos os dias
510

Nagasaki Dejima

 
8. Confucius Shrine: santuário dedicado ao filósofo chinês Confúcio. É o único santuário desse tipo construído fora da China. O Museu de História Chinesa também fica aqui.
A entrada é permitida até 30 minutos antes do fechamento

Bonde #5 para a parada Ouratenshudo-shita
9 minutos andando do Glover Garden
08:30 às 17:00
Todos os dias
600

Nagasaki Confucius Shrine

 
9. Kofukuji Temple: é o templo mais antigo de Nagasaki. Seu hall principal foi designado Patrimônio Cultural Nacional. É um templo zen budista da escola Obaku.
Bonde #3, #4 ou #5 para a parada Kokaido-mae, a 5 minutos andando
11 minutos andando do Sofukuji
08:00 às 17:00
Todos os dias
300

Nagasaki Kofukuji Main hall

10. Oura Church: construída em 1864, é dedicada aos 26 santos do Japão, que foram martirizados na colina Nishizaka. E é a mais antiga igreja de madeira remanescente de estilo gótico do Japão.
Entrada permitida até 15 minutos antes do fechamento
Bonde #5 para a parada Ouratenshudo-shita, a 5 minutos andando
7 minutos andando do Glover Garden
08:00 às 18:00
Todos os dias
600

Nagasaki Oura Church

Conclusão

Nagasaki homenagem Tsuru

Eu fiz a minha passagem por Nagasaki em 1 dia! Mas deu pra ver que deixei de lado alguns pontos turísticos bem interessantes. Então, eu recomendaria pelo menos 2 dias por lá! O Nagasaki Peace Park ficou guardado no coração!

Agora, me deu uma enooorme vontade de voltar em Nagasaki só pra conhecer a Gunkanjima. Vi um série desses viajantes que viajam o mundo fazendo Parkour, e essa ilha foi um dos destinos. É bizarro, porque parece cena de Resident Evil! Tudo abandonadão mesmo! Deu maior vontade de ver como é pessoalmente, .. Partiu?!

Bom, nas próximas publicações sobre Viagem dos Tsuge’s, continuaremos a falar sobre o Japão. E o destino será Nikko, a cidade dos macaquinhos sábios. E , se você ainda não leu as publicações anteriores, não perca tempo!

Aproveite e baixe o roteiro feito em Nagasaki, com todos os detalhes: pontos turísticos, horários, preços e como chegar!

Um dia em Nagasaki:

Então nos vemos em Nikko!

Até a próxima…


Fontes

Nippo Brasil: Champon
Japan-guide: Nagasaki
Nagasaki City Call Center
Quanto custa viajar: Nagasaki
A vida comovedora do Dr. Paul Takashi Nagai
Wikipedia: Takashi Nagai
Wikipedia: Nagasaki
Alik Griffin: Dejima

 

Marina Tsuge

Administradora por formação, com 24 anos, descobriu na arte de escrever uma forma de compartilhar conhecimentos e incentivar mudanças.