A primeira capital do Japão: conheça Nara!

E vamos para o 3º destino na Viagem dos Tsuge para o Japão: Nara! E já que começamos falando do turismo no Japão como um todo, falamos da sua Capital, Tóquio e em seguida, fomos para a Antiga Capital, Quioto. Nada mais justo agora, que voltar na origem de tudo isso e falar sobre a Primeira Capital do Japão! Então, sejam bem-vindos à Nara!

Então, direcionando ao tema de hoje >> Nara << vamos abordar os seguintes pontos:

  • Sobre Nara: a terra dos bambis
  • Viagem dos Tsuge: um dia em Nara
    • Custo da viagem
    • Alimentação, Hospedagem e Transporte
    • Locais visitados
  • Quando viajar?
  • Festivais locais
  • Top 10: Pontos Turísticos
  • Conclusão
  • Extra: Roteiro de Viagem para Nara!!!

Sobre Nara

Nara foi capital do Japão de 710 a 784. A cultura japonesa aflorou aqui, com um extenso número de imagens históricas budistas e por isso possui diversos locais que foram registrados na lista dos Patrimônios Mundiais da UNESCO como “Monumentos Históricos da Antiga Nara”.
É destino comum pra quem vai ao Japão por ser a ‘casa do tesouro’ da antiga história e cultura, com uma beleza natural igualmente incrível.

Nara, terra dos bambis

Bambis atravessando a rua

Nara ficou bem conhecida pela quantidade de bambis/cervos que tem no Parque da cidade. Um estudo feito em 2007, mostrou que chegavam a mais de 1.100 shikás no Nara Park.

Eles são muito simpáticos e andam pra lá e pra cá na cidade. Atravessam os sinais na faixa de pedestre e são comilões de biscoito sembei! Eles são bem educados… fazem até reverência pra você pedindo biscoitos. Mas como sempre existe uma ovelha negra na família, só tenha um pouco de atenção, pra algum deles não mexer na sua bolsa ou correr atrás de você por causa do biscoito! Você pode comprar um saquinho desses biscoitos no próprio parque de Nara! Tem várias lojinhas e ambulantes vendendo.

E por que todo esse apreço pelos shikás? Diz a lenda que em 768, uma divindade chamada Takemikazuchi no Mikoto, apareceu nas montanha Mikasa, andando num cervo branco. Desde então, as pessoas começaram a venerar os shikás como seres sagrados.

Porém, durante o período Meiji (1868-1912), o Kofukuji - templo que administrava a preservação dos shikás - foi devastado. Isso ocasionou uma queda drástica na população de cervos da cidade. Agora, eles são cuidados pela Associação de Preservação dos Cervos de Nara, e foram reconhecidos como Monumento Nacional.

Somente os cervos machos possuem chifres. Você vai reparar que são poucos com chifres, pois a proporção de macho e fêmea é de 1 para 4, ou seja, 1 shiká macho para cada 4 shikás fêmeas. Existe também diferentes tipos de chifres. Quando em fase inicial são chamados de ichien-tsuno (chifre de 1 ano), eles tem as pontas arredondadas, são macios e têm alguns pêlos. Conforme o sangue do cervo vai ficando rico em cálcio, o chifre macio cai, nos primeiros anos, e nasce um mais duro e pontiagudo. Esse chifre mais duro, é chamado de Fukuro-tsuno. Ele é definitivo, mas à medida que o sangue irriga o chifre, cria-se uma camada externa, que cai e uma nova nasce, a cada ano. Em outubro é comum ver essa troca de camadas dos chifres dos cervos.

Dados da Viagem dos Tsuge’s

Nara foi escolhida como destino, por abrigar um templo mega famoso: o Todaiji! Ele é destaque pelo seu Daibutsu ou Great Buddha, que é um Buda enoooorme que fica dentro desse templo. É lá também, que tem uma coluna de madeira com um buraco no meio e, reza a lenda, que se você conseguir passar por esse buraco, seu pedido se realiza. E olha, que a galera faz de tudo pra passar por ele. Ficam até puxando o(a) amiguinho(a), de um lado pro outro, pra conseguirem passar. Mas juro, é muuuito pequeno! Eu nem me arrisquei. Hahhahaha!

Nara Lenda Templo Todaiji

É possível fazer um bate e volta de Quioto ou Osaka, já que Nara fica há menos de 1h desses dois locais. Pra conhecer os principais pontos turísticos você só vai precisar de 1 dia. Mas se você é daquele tipo de pessoa, que adora museus e esculturas, apreciadores de jardins e cervos, vai precisar de mais tempo em Nara. Minha estadia ficou assim:

  • 1 dia e 1 noite: 29/08/2013 a 30/08/2013
  • Cotação da época: USD 1 = R$ 2,26 = ¥ 94,23, ou seja, para se ter uma ideia rápida de valores, basta dividir o valor em iene (¥) por 100 e será aproximadamente, o valor em dólar (vou divulgar os custos com base no dólar, que é a melhor forma de você utilizar como base para sua projeção de viagem).

Quanto foi gasto?

Em Nara, os preços médios ficaram assim:

  • Hospedagem/dia (hostel): $ 25
  • Transporte/dia (leia mais abaixo): $ 15
  • Alimentação/dia: $ 25
  • Turismo ou passeios/dia (mais detalhes abaixo, em ‘Pontos Turísticos’): $ 30
  • Compras/dia: $ 30 (somente com lembrancinhas de pontos turísticos e sembeis para dar pros bambis)

Assim, para o dia que fiquei em Nara, o total gasto foi, em R$:

  • Hospedagem: R$ 52,05 no Yuzan Guesthouse
  • Transporte: apenas R$ 4,78 porque em Nara dá pra fazer o roteiro a pé. Só peguei ônibus da estação de Nara pro Kasuga Taisha.
  • Alimentação: R$ 82,54
  • Passeios (entradas em museus, templos, jardins, …): R$ 65,68
  • Compras (lembrancinhas dos templos): R$ 72,37

Alimentação

Nara - Isuien Garden Carpas

Confesso que em Nara eu quase fiz greve de fome, mas foi por uma causa nobre: conhecer a cidade. Por isso, basicamente só tomei café e almocei por volta das 15h. Aqui vão umas dicas:

  • Lá em Nara, escolher comida pela vitrine foi fundamental. Fui num restaurante que o cardápio não tinha um 'A' na nossa letra. Tudo em japonês mesmo! Então, chamei a garçonete, levei ela na frente do restaurante e apontei pro prato e 'TADAAAH', comi que nem um camelo bebendo água no deserto!
  • Eu não tinha mais forças pra andar, mas se você estiver com disposição sugiro ir ao “Harushika Sake Brewery”, lá eles fazem sorvete de saquê por apenas 3,5 USD. Funciona de 8:15h às 17:15h, todos os dias.
  • Sobre restaurantes, eu não sou do tipo que planeja onde vai comer. Sempre paro a hora que consigo e como onde parece ser bom. Mas pra quem curte programar ida em restaurantes tradicionais da cidade, sugiro o “Kagetsu” e o “Nara Kitchen”. Lá em Nara, a comida tradicional é uma mistura de cozinha japonesa, italiana e francesa.
  • Outra dica, mas agora de café e almoço é o “PAO”. Interessante é que tudo que eles vendem é feito de ingredientes produzidos em Nara.

Hospedagem

Yusan Guesthouse Nara

Passei apenas 1 noite em Nara, mas fiquei num guest house muito bom: o Yusan Guest House! Com cara de casa tradicional japonesa, os quartos compartilhados são bem tranquilos, pois todas as camas tem cortinas. Então você consegue uma privacidade pagando pouco! Super recomendo!!! Os atendentes também são bem simpáticos e como todo hostel, compre as coisas pra comer e utilize a cozinha deles à vontade!

Eu dei mole, e como cheguei muito tarde e saí bem cedinho, acabei não tirando foto nenhuma do hostel. Mas essa acima é da própria administração deles. Essa foto retrata o guesthouse que fui na época, mas em pesquisa recente descobri que eles mudaram de localidade e, hoje, o hostel fica à 10 minutos da Nara Station, num local mais novinho… Veja mais informações

Transporte

Pra chegar em Nara você tem 3 opções:

  • Saindo de Kyoto: você pode pegar a linha JR West ou a linha Kintetsu.
    • JR: direto da Estação de Kyoto para a Estação de Nara, a viagem dura 45 minutos e custa ¥710 ida e ¥710 volta. O bom desse percurso, é que aceita o JR Pass.
    • Kintetsu: pode ser direto ou ter 1 transferência. Sai da Estação de Kyoto para a Estação Kintetsu de Nara. A viagem dura de 35 a 45 minutos e pode custar de ¥620 a ¥1130 (dependendo do tempo de viagem), cada percurso (ida ou volta).
  • Saindo de Osaka: você também pode pegar a linha JR West ou a linha Kintetsu.
    • JR: direto da Estação de Osaka para a Estação de Nara, a viagem dura 45 minutos e custa ¥800, cada percurso. O bom desse é que aceita o JR Pass.
    • Kintetsu: pode ser direto ou ter 1 transferência. Sai da Estação de Osaka-Namba para a Estação Kintetsu de Nara. A viagem dura de 30 minutos e custa de ¥1070 cada percurso.
  • Saindo de Tokyo: você tem que fazer o caminho de Tokyo até Kyoto e depois de Kyoto até Nara (conforme orientação acima). Para saber como chegar de Tokyo até Kyoto, veja aqui.
  • Dica: se o seu caso não se encaixa em nenhum desses acima, consulte o site Hyperdia para saber o melhor trajeto, em relação ao tempo gasto e ao valor.

Já para circular dentro de Nara as opções são:

  • Andando: Embora algumas atrações fiquem mais distantes, é tudo bem pertinho uma do outra! Se for ficar apenas 1 dia, dá pra fazer tudo andando.
  • Ônibus: você pode comprar o passe de 1 ou 2 dias de ônibus. Ele para nos pontos turísticos de Nara. Custa de ¥500 a ¥1500, dependendo do que está incluído. Veja mais informações sobre os passes, no Nara Bus Pass.
Nara Bus map

Locais visitados

 

1ª noite (29/08/2013): Chegada à noite em Nara

Nara Purificação

Eu cheguei em Nara bem tarde. Já passava das 22h fácil! Eu tinha passado o dia todo em Osaka. Já que no Japão tudo fecha cedo, eu aproveitava pra fazer o translado de uma cidade para a outra, sempre à noite. Assim, quando acordasse no dia seguinte, já começava na maratona de passeios. Fiquei no Yuzan Guest house, como falei acima, que é bem aconchegante e pertinho da Estação JR de Nara.

1º dia (30/08/2013): Um dia em Nara

Nara Kasuga Taisha UNESCO

Dia de madrugar e andar pra lá e pra cá! Os principais pontos turísticos de Nara são bem perto uns dos outros, portanto fiz o roteiro a pé! Aproveitei as instalações do hostel e tomei café lá mesmo, com o que eu já tinha comprado num mercadinho na noite anterior. Saí do hostel e passei na estação de Nara, pra deixar minha mala num locker (muito comum ter armários nas estações de metrô. Você paga, deixa sua mala lá e pega no fim do dia… bem prático!). De lá, primeiro destino, Kasuga Taisha.

Dá pra ir andando, mas leva cerca de 40 minutos. Como todo tempo é precioso, nesse trajeto eu peguei um ônibus, que custou ¥180. Dentro de complexo do Kasuga Taisha você pode visitar o Santuário, famoso pelas suas lanternas japonesas, a Treasure House que guarda bens valiosos, como se fosse um museu desse Santuário e o Botanical Garden, um jardim que guarda diversas espécies de plantas locais, que nem a da foto abaixo:

Nara Botanical Garden

De lá, em direção ao Grandioso Todaiji, acabei passando pelo Parque de Nara. Pra falar a verdade, tanto o Kasuga Taisha, Todaiji Temple, Nara National Museum e o Kofukuji Temple, ficam dentro do Parque de Nara. Então quando me refiro ao Parque de Nara como ponto turístico me refiro aos jardins que cercam essa área. Ao longo de todo o parque você vê muitos bambis comedores de sembei!

Nara Park Árvores

Em seguida fui para o Todaiji, com seu enorme Buda de bronze. Lá dentro é que tem uma coluna de madeira, com um buraco por onde as pessoas ficam tentando passar, pra ter seu pedido realizado. Na entrada do Todaiji você tem duas esculturas enormes dos guardiões do templo. Saindo de lá, bem em frente, tem o Museu do Templo Todaiji. Quando você compra os tíquetes, pode escolher comprar apenas para o templo, apenas para o museu ou comprar um combo pros dois, que sai mais barato (veja mais abaixo).

Tempo-TOdaiji

De lá, fui para o Isuien Garden. Fiquei apaixonada! Aquele típico local que você só quer sentar e apreciar! Um jardim bastante aconchegante, quieto e harmonioso. Tem dois jardins, um de entrada e um de fundos, diversos caminhos para explorar, casa de chá e até um mini museu.

Nara Isuien Garden caminho

Segui para o National Museum. Entrei, mas só fui na exposição gratuita, que é bem superficial! Já estava cansada e com fome. Mas atencão! Sempre tem alguma exposição especial!

Pausa para almoço, no restaurante da vitrine e de lá, fui em direção à última parada em Nara: o Kofukuji. Lembro que subi muiitaaa escada (hahahha), mas vale a pena! É uma gracinha ver aquela pagoda de 5 andares! Na época que fui estava em reforma, então, só deu pra apreciar o templo pelo lado de fora mesmo!
Fim de Nara! Voltei para estação, peguei e mala e fui rumo à Ise, encontrar meu tio Yuki! Aguarde… mais pra frente continuo essa história!


Está gostando do artigo? Então compartilhe esse post com seus amigos e vamos juntos entrar de cabeça nessa Viagem à Nara…


Quando viajar?

Por ter ambientes naturais bem bonitos, principalmente o Parque de Nara, é bom ir na Primavera ou Outono. Isso porque como em todo o Japão, na primavera tudo fica florido de Sakurás (cerejeiras) bem rosinhas e no outono é um show de cores, pois as folhas das árvores ficam amareladas e avermelhadas. Mesmo tendo ido no verão, eu consegui achar algumas demonstrações do outono no Isuien Garden, já que já estava no finalzinho da estação.

Nara - Isuien Garden folhas outono

Festivais e eventos

Jan - Wakakusa Yamayaki: é um evento anual no qual a grama do Monte de Nara Wakakusayama é incendiado e pode ser visto por toda a cidade. A queima da própria montanha é precedida por uma queima de fogos. O Wakakusa Yamayaki ocorre há centenas de anos e suas origens não são claras. Uma teoria diz que a queima da montanha começou durante conflitos entre grandes templos de Nara, enquanto outro afirma que os incêndios foram usadas para afastar javalis. Próximo evento: 21 de janeiro de 2017.

Wakakusayama festival de Nara

 

Mar - Omizutori: faz parte de uma série de eventos realizados anualmente no Todaiji Temple. Acontece todos os anos, há mais de 1250 anos. É assim, um dos mais antigos e recorrentes eventos budistas no Japão. Próximo evento: de 01 a 14 de março de 2017.

Omizutori festival de Nara

 

Top 10 Pontos Turísticos de Nara

 

1. Todaiji Temple and Museum: um templo budista muito conhecido por abrigar no seu interior um Buda Gigante de Bronze (conhecido como Daibutsu). Fundada no século VIII, já foi incediado e destruído 2 vezes. Foi reconstruído em 1709, com seu tamanho reduzido em 2/3 do que era originalmente, mas mesmo assim é o maior edifício de madeira do mundo. Ao lado, você encontra o Museu do Todaiji com uma coletânea de esculturas, armas e artigos históricos.
Comprar o tíquete conjunto do museu e do templo
A entrada para o museu é permitida até 30 minutos antes do fechamento
Partida das estações JR Nara ou Kintetsu Nara e descida na parada Todaiji Daibutsuden - a 10 minutos andando
30 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 45 minutos andando da Estação JR Nara
08:00 às 16:30 (nov a fev) / 08:00 às 17:00 (mar) / 07:30 às 17:30 (abr a set) / 07:30 às 17:00 (out)
Museu: abre às 09:30 e fecha junto com o templo
Todos os dias
500 (Daibutsuden Hall ou Todaiji Museum/cada) ou ¥800 pros dois

Nara Todaiji Templo

 

2. Horyuji Temple: é o templo de madeira mais antigo do mundo. Fundado em 607, alguns prédios desse templo (como uma pagoda de 5 andares e o hall principal) foram restaurados no século VIII e continuaram intactos desde então. Algumas imagens e esculturas budistas estão dispostas no museu do próprio templo.
Fica a 12km do Centro de Nara
Estação Horyuji, da linha Yamatoji
#97, partida na Estação de Nara (JR e Kintetsu) e descida na parada Horyuji-mae. Só passa 1 vez a cada hora e custa ¥760
08:00 às 17:00 (mar a out)/ 08:00 às 16:30 (nov a fev)
Todos os dias
1500

Horyuji Nara

 

3. Isuien Garden: cheio de charme, caminhos, flores sazonais e riachos. Esse jardim é dono de um cenário encantador, além de ser o único jardim no estilo Meiji em Nara.
Ir no outono para melhor apreciação
Entrada é permitida até às 16:00
#5 ou #6 com partida das estações JR Nara e descida na parada Oshiagecho - a 10 minutos andando
15 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 10 minutos andando do Todaiji ou Kofukuji Temple
09:30 às 16:30
Fechado apenas no ano novo e às terças, exceto nos meses de abril, maio, outubro e novembro
900

Nara Isuien Garden front

 

4. Nara Park: localizado no Centro de Nara é uma grande área verde. Nesse parque, história e natureza vivem em perfeita harmonia.
Comprar sembei para alimentar os bambis que andam soltos pelo parque
Todaiji Temple e Museu, Kasuga Taisha, Kofukuji, Isuien… todos fazem parte do Parque de Nara
5 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 20 minutos andando da Estação JR Nara
Sempre aberto
Todos os dias
Entrada gratuita

Nara Park

 

5. Kasuga Taisha Shrine: s duas entradas desse santuário xintoísta, têm mais de 2.000 lanternas japonesas. Seu interior, também é recheado de lanternas de bronze.
Vá de manhã bem cedinho, para pegar tudo vazio e conseguir boas fotos. Quando eu fui lá tinham uns sacerdotes xintoístas fazendo meditação e “cantando” aquele “Hmmmm”. Interessando, pode acompanhar um ritual desses
O Santuário das lanternas
Partida na Estação de Nara (JR e Kintetsu) e descida na parada Kasuga Taisha Honden e custa ¥190
30 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 45 minutos andando da Estação JR Nara
06:00 às 18:00 (abr a set) / 06:30 às 17:00 (out a mar)
Todos os dias
500

Nara Kasuga Taisha

 

6. Toshodaiji Temple: templo fundado pelo sacerdote budista chinês, Jianzhen, um gaijin (estrangeiro), em 759. Alguns prédios desse templo são datados de antes do século VIII.
Pegue o trem da Estação Kintetsu Nara, na linha Kintetsu Nara, para a Estação Yamato-Saidaiji. Faça a transferência para a linha Kintetsu Kashihara e, de lá, vá para a Estação Nishinokyo. O templo fica a 500 metros da estação
Entrada permitida até às 16:30
Estação de Nishinokyo, na linha Kintetsu Kashihara
#70, #72 e #97, partida na Estação de Nara (JR e Kintetsu) e descida na parada Toshodaiji (#70 e #72) ou Toshodaiji-higashiguchi (#97)
08:30 às 17:00
Todos os dias
600 (+ ¥200 para o treasure house)

Toshodaiji Nara

 

7. National Museum: com arquitetura neo-clássica, foi o segundo museu construído no Japão. Ele possui um espaço aberto ao público, o Hall de Esculturas Budistas de Nara. Em 1973, um segundo prédio foi construído e é utilizado para exibições especiais e pagas.
Existe um hall público que você pode visitar sem pagar
Entrada é permitida até 30 minutos antes do fechamento
Partida na Estação de Nara (JR e Kintetsu) e descida na parada Himuro Shrine/National Museum
15 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 30 minutos andando da Estação JR Nara
09:30 às 17:00
Todos os dias, exceto segundas e ano novo
520 (para as duas alas do museu)

Nara National Museum

 

8. Kasuga Taisha Treasure House: possui uma coleção de mais de 3.000 tesouros, de diversos santuários, que foram coletados desde o período Heian e que estão sendo preservados nesse Treasure House.
Está fechado para reforma. Previsão de abertura para Outubro de 2016 e fica dentro do Kasuga Taisha
Partida na Estação de Nara (JR e Kintetsu) e descida na parada Kasuga Taisha Honden, e custa ¥190
30 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 45 minutos andando da Estação JR Nara
09:00 às 17:00 (mar a nov) / 09:00 às 16:30 (dez a fev)
Todos os dias, exceto segundas (de dezembro a fevereiro)
500

Nara - Treasure House

 

9. Kofukuji Temple: originalmente fundado no século VII, teve sua Pagoda de 5 andares (símbolo da cidade de Nara) queimada 5 vezes. Há apenas 500 anos, foi totalmente reconstruído. Hoje abriga diversos tesouros nacionais e culturais.
Mesmo em reforma, é possível e recomendável visitar o Kofukuji
O Golden Hall está em obra com previsão de conclusão para 2018
#2 (circular) partida na Estação JR Nara e descida na parada Kencho-mae
5 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 20 minutos andando da Estação JR Nara
09:00 às 17:00
Todos os dias
800, ou ¥600 (National Treasure Museum) e ¥300 (Eastern Golden Hall)

Nara Kofukuji

 

10. Kasuga Taisha Botanical Garden: é dividido em 3 áreas: jardim Manyo, jardim de camélias e jardim de glicínias. 80% das plantas do jardim Manyo, foram preservadas desde 1933. No jardim das glicínias, mais de 20 tipos de árvores de glicínias floreiam no final de abril. Um espetáculo à parte!

Fica dentro do Kasuga Taisha
Partida na Estação de Nara (JR e Kintetsu) e descida na parada Kasuga Taisha Honden, e custa ¥190
30 minutos andando da Estação Kintetsu de Nara ou 45 minutos andando da Estação JR Nara
09:00 às 17:00 (mar a nov) / 09:00 às 16:30 (dez a fev)
Todos os dias, exceto segundas (de dezembro a fevereiro)
500

Nara Botanical Garden 2

Relembrando

  • Moeda: A moeda nacional é o iene. Para cálculos e conversões rápidas leve em conta 100¥ = 1$. Para comprar iene, leve seu dinheiro em dólar e troque lá no Japão, quando chegar. Pode no aeroporto ou em bancos normais, pois a cotação não varia tanto quanto aqui no Brasil.
  • Horários: O comércio costuma funcionar das 10:00 às 20:00 e pontos turísticos de 10:00 às 17:00. Abaixo vou colocar os horários específicos de cada local.
  • Sugestão de sites: para pesquisas e informações: Japan-guide, Hyperdia e Organização Nacional de Turismo Japonês. Para Nara, tem uma dica especial: o Nara City Sightseeing Information Center
  • Costumes e etiqueta: Ao entrar em um hostel, hotel ou casa de alguém, utilize os cumprimentos básicos. Se for de manhã fale, “ohayoo gozaimasu”. Se for à tarde, “konnichiwa”. E se for à noite, “konbanwa”. O anfitrião vai responder com um “ohairi kudasai” que significa “entre, por favor”. E não se esqueça: tire sempre seus sapatos, para não levar as impurezas da rua pra dentro do local! Aprenda mais sobre os Cumprimentos e Saudações em Japonês com Obaachan. E veja mais dicas de costumes e etiqueta nas publicações anteriores:
Guardião do Nara Todaiji Temple
Entrada Kasuga Taisha

Nara é o típico lugar que você vai pensando que vai ser legal e quando chega lá, se surpreende. A beleza natural foi o que mais me encantou!

Outro ponto que chamou muito a minha atenção foi o Nara Guide Club que oferece gratuitamente, um tour guiado em inglês, que faz parte de um projeto voluntário. Eu estive lá na sede (só não me lembro exatamente onde fica, mas é próximo do Todaiji e do Nara Museum) e eles são super solícitos e generosos.

Nas próximas publicações sobre Viagem dos Tsuge’s, continuaremos a falar sobre o Japão. E o destino escolhido foi Hiroshima, uma das cidades destruídas pela bomba atômica, na II Guerra Mundial. E se você ainda não leu as publicações anteriores, não perca tempo!

 

Aproveite e baixe o roteiro feito em Nara, com todos os detalhes: pontos turísticos, horários, preços e como chegar!

>>> Clique aqui para Baixar o Roteiro de Nara! <<<

 

Então nos vemos em Hiroshima!

Até a próxima!

 

 


Fontes

Japan-guide: Nara
Wikipedia: Nara
Nara Guide Club
 Nara-shi Kanko

Marina Tsuge

Administradora por formação, com 24 anos, descobriu na arte de escrever uma forma de compartilhar conhecimentos e incentivar mudanças.