Eu te incentivo no Outubro rosa: o esporte como aliado no combate ao câncer de mama

Outubro Rosa

outubro rosa - corrida venus

O mês de outubro está chegando ao fim. E nós, da “Equipe Vida de Tsuge”, não poderíamos deixar de comentar sobre a Campanha mais falada desse mês: o Outubro Rosa.

Pensando nisso, resolvemos falar um pouquinho sobre o que é a campanha e como podemos deixar a nossa contribuição! E bingo! Vamos falar de esportes! Afinal, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), 25% dos casos de câncer de mama, poderiam ser evitados se as mulheres praticassem esporte por, pelo menos, 2h30 por semana. Não é assim uma missão impossível né?!

O que é o Outubro Rosa?

O objetivo dessa Campanha é conscientizar as mulheres sobre a realidade do câncer de mama e da importância do diagnóstico precoce.

Ela acontece com mais frequência no mês de outubro (daí o nome da campanha), mas as práticas e prevenções não devem se restringir apenas a esse mês. Sua marca registrada é um laço, na cor rosa.

Incentivo à Campanha

outubro rosa - corrida 10 milhas

O start desse movimento ocorreu em 1990 na primeira Corrida pela Cura, que é realizada anualmente, em Nova Iorque. Mas foi somente em 1997, que entidades das cidades de Yuba e Lodi (Califórnia-EUA), começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como centro das ações.

Hoje, o Outubro Rosa é realizado em vários lugares do mundo. E como a origem disso tudo foi uma corrida, nada mais justo que focarmos nesse esporte e te incentivar na prática esportiva, pra ontem!

Mas como sei que nem todo mundo é assim, amante desse esporte, vou sugerir alguns esportes e dar a minha percepção sobre eles! Partiu agitar o esqueleto, então?

Mulher vs Esporte

Não é de hoje que existe uma verdadeira desafinidade da mulher com o mundo esportivo. Historicamente o esporte, lá na época das Olimpíadas de Atenas, era restrito aos homens.

Biologicamente, existe também uma pitada de desencorajamento para a mulherada praticar esportes. Afinal, somos menos ágeis, menos fortes e menos resistentes que os homens. É claro, isso tudo falando de forma generalizada.

É bem capaz de encontrarmos uma mulher muito mais bem condicionada que um homem, caso ela tenha uma atividade física regular e o homem não. Mas se compararmos um homem e uma mulher que tenham perfil genético similar, mesma carga e tempo de treino, tenho que confessar: é uma disputa desleal.

Por que é importante?

Como esse papo de “sexo frágil” já está pra lá de ultrapassado, nós, mulheres, estamos literalmente invadindo o mercado esportivo! Esportes dito “masculinos” estão tendo suas aulas lotadas por… mulheres! É claro, sem deixar o charme e a feminilidade de lado! Rs!

Mas afinal, por que é tão importante, especialmente para as mulheres, praticar atividade física? Dentre os muitos benefícios à saúde, temos que ter em mente que a prática esportiva é uma forma de nutrição para o corpo, assim como é a nossa própria alimentação. Meio louco, mas faz sentido.

Sabe aquele suco detox, que a mulherada bebe que nem louca? Então, o esporte que gera um aumento da frequência cardíaca e consequentemente do suor, tem benefício similar: a desintoxicação. Através da transpiração, nós eliminamos toxinas e também ajudamos no sistema linfático.

Prevenção do câncer de mama através da prática esportiva

Que a atividade física auxilia na manutenção da saúde, isso todos nós já sabemos. Agora, que ela é um auxiliar na prevenção de doenças como o câncer, ainda pode ser novidade para muita gente.

A obesidade ou sobrepeso são grandes estimuladores de doenças autodegenerativas (que é o caso do câncer). Isso torna a relação, mais esporte + menos sobrepeso = menos câncer. Uma equação matemática de fácil entendimento.

Dicas de Esporte - Experiências próprias

Pode até parecer brincadeira, mas não é. Eu era SEDENTÁRIA! Com exceção da minha infância (até uns 6 anos) em que fazia natação, uma breve passagem em aulas de dança (dos 10 aos 11 anos) e na época da faculdade (que aí sim, me engajei totalmente no esporte), eu sempre fui adepta do videogame e jogos de raciocínio.

Marina gorducha

Mexer o esqueleto, definitivamente, não era comigo. Eu tinha a pisada totalmente torta, era meeega desengonçada e coordenação motora não fazia parte do meu dicionário! Pular então, era tipo tirar uma tonelada do chão! hahaha!

Eu cheguei a ter 35% de gordura corporal, aos 20 anos de idade. Foi com esse choque de realidade que resolvi investir em atividades físicas, que me trouxessem satisfação.

outubro rosa - faixas de gordura

Marina mirim

Então comecei a insaciável busca pelo esporte que me deixasse tão empolgada que não quisesse parar. Minha infância foi marcada pela natação, porque minha mãe tinha medo que eu me afogasse na piscina de casa. Então depois de um tempo eu não aguentava mais pensar em nadar!

outubro rosa - natação

Marina lutadora

Alguns anos de sedentarismo, o choque do sobrepeso e decidi buscar um esporte que me “completasse”. Foi aí que decidi buscar uma luta. Bom, já que eu sou descendente de oriental, faria muito sentido se eu começasse a gostar de uma arte marcial!

Era a febre do muay thai, então comecei as minha aulas com Marcelo Coyote. E foi amor à primeira vista! Fiquei literalmente viciada em lutar!

outubro rosa - muay thai

Foi a época que me tornei viciada em endorfina. Deixei de sair às sextas porque tinha treino para competição no sábado. Depois deixei de beber, porque meu rendimento caía. E fui avançando… Me graduei no muay thai e resolvi variar um pouco.

Marina dançarina

No mesmo estúdio que tinha o muay thai, tinha também aulas de dança. E daí, fui experimentando de tudo! Dancei forró, salsa, zouk, soltinho, samba de gafieira, dei uma arriscada no west coast swing e até no stiletto, eu ousei fazer umas aulas.

outubro rosa - dança stiletto

Marina jogadora

Nesse meio tempo eu também participei de competições de futsal na faculdade. E quem acha que mulher não leva jeito com a bola… tá enganado. Olha lá a mulherada conquistando os troféus que o time masculino não conquistava. Começam a dizer que jogo feminino é mais fácil … pfff vai vendo… Os homens aprendem a jogar bola desde criança e a gente começa na faculdade. E, mesmo assim, querem menosprezar nosso resultado, dizendo que é mais fácil?!). Ah, vá… rs!

outubro rosa - admetidos
outubro rosa - futsal trofeu uff

E depois, com o passar do tempo, fomos formando times de handebol, voleibol e basquete. Time de faculdade feminino é assim. Como quase não tem mulher, se você joga no futsal, você também joga no vôlei, no handebol e por aí vai…

outubro rosa - basquete uff
outubro rosa - handebol uff
outubro rosa - volei uff

E já que jogava futsal, porque não participar do time de society feminino da empresa né? E assim, uma coisa foi puxando a outra, na onda de sempre querer melhorar, acabei buscando aulas de futebol. Porque nesse time a mulherada jogava muuuito bem, então tinha que acompanhar o ritmo, né!?

outubro rosa - futebol society jogo
outubro rosa - futebol society

Marina praieira

E já que era época de verão, por que não testar um futebol de areia? Aproveitando que meu amigo e coach Ravi Athayde dava aulas de futebol de areia para mulheres, encarei mais essa e “partiu” fazer gol no ângulo, porque mulher também é boa de mira!

A areia já me pertencia e resolvi focar nos treinos de preparação física, com o circuito de areia, também com Ravi Athayde. O mais difícil foi quando tentei acompanhar esses dois, aí embaixo. A mulherada que tenta acompanhar o ritmo dos homens, sabe bem do que eu estou falando! Não é mole não!

outubro rosa - treinamento funcional - ravi athayde copacabana

Marina crossfiter

Decidi ficar um pouco mais radical e resolvi participar de uma corrida de obstáculos. E para minha tristeza, todos esses treinos não estavam dando o preparo físico exigido para esse tipo de corrida. Assim, comecei a praticar Crossfit!

outubro rosa - corrida braves pneus
outubro rosa - corrida bravus race king-kong

O crossfit me deu maior preparo físico como um todo. Força, resistência, agilidade, mobilidade, coordenação, equilíbrio e controle corporal. Assim, atrelei os treinos de crossfit com a ginástica olímpica e o levantamento de peso. O resultado é incrível!

outubro rosa - crossfit deadlift
outubro rosa - crossfit rope climb

A melhor parte do crossfit é você perceber resultados rápidos, total controle corporal, e perceber que você sempre tem o que melhorar e evoluir. Você nunca chega num ponto ideal. Se você já faz todos os movimentos, o desafio passa a ser a própria superação. Seja na carga, seja na velocidade, seja na habilidade. A evolução é infinita!

Marina corredora

Só não podia deixar de falar é claro, da corrida, que me acompanha desde os primórdios da minha vida atlética. Mas já que ela tem um papel tão importante pra mim, resolvi separar um capítulo especial para ela.

Cuidados necessários por ser mulher

Mas antes de falarmos da corrida, vale a pena dar umas dicas e comentários sobre os cuidados que a mulher deve tomar, ao praticar alguns esportes mais radicais. Seguem algumas considerações importantes:

  • Se for lutar, procure uma escola de luta. Muitas academias oferecem aulas de luta, o que não é a mesma coisa. Numa escola de luta, você aprende a arte marcial, as regras e tudo mais. Além do ensinamento e técnicas serem diferentes, também considere escolher escolas mais tradicionais, onde o respeito à arte marcial está acima de tudo. Isso pode ser crucial para você gostar ou não da luta.
  • Em aulas de luta é sempre bom evitar anéis, brincos, piercings… acessórios em geral. Não pela feminilidade, mas sim por questão de segurança!
  • Se for dançar, principalmente dança de salão (e em especial o zouk), fique ligada nos “safadinhos de plantão” que sempre existem! E se algum engraçadinho se atrever a querer “roçar” em você, dá logo um chega pra lá e avisa o(a) professor(a).
  • Esportes de contato (como futebol, handebol, basquete), às vezes, exigem um corpo a corpo maior. Nada que uma boa técnica não possa resolver, mas se você é do tipo que cai e se machuca com qualquer queda, é bom evitar.
  • Esportes na areia são excelentes para aumentar a eficiência cardiorrespiratória e a força nos membros inferiores. Também são ótimos para quem está se recuperando de lesão no joelho e precisa fortalecer a região. Além, é claro, de te manter bronzeada, caso escolha o período diurno. Não esqueça o filtro solar!
  • Ahhh o crossfit! Ele é tudo! Avisos importantes: sua mão vai ficar horrível (que nem pedra pomes e cheia de calos), você vai ficar com trapézio igual de um pitbull, ombros largos, a barriga vai ficar com gominhos (tem gente que não gosta oO), mas você vai se sentir muito mais disposta para o que der e vier. Desafios? Aí vou eu!
  • Vale lembrar pra mulherada que curte peitões (naturais), que peito é gordura. Então inevitavelmente, quanto maior for o estímulo que você der, mais gordura corporal você perde e isso inclui a gordura dos seios também! Pra quem tá com peitão e tá querendo perder, bora se mexer! =P
  • Para as mulheres que começarem a praticar muito esporte (bastante mesmo), é possível que o nível de gordura caia significativamente e possa acarretar algumas desregularidades hormonais. Em termos práticos seria: sua menstruação pode desregular e passar a não vir mais todo mês, ou vir com fluxo menor.
  • E sobre a famosa cólica, eu vou ter que acabar com a desculpa de grande parte da mulherada. Quem evita a atividade física no período menstrual por conta da dor, saiba que você está piorando tudo. A atividade física auxilia na redução dos sintomas da TPM e no alívio da cólica. Então, acabou a desculpinha né?!

A Corrida na minha vida

Já contei para você, no post que falei sobre corrida, como comecei a minha história nesse esporte. Resumidamente, comecei a correr por necessidade de perder gordura corporal. Eu corria na esteira e isso era quase que uma punição diária.

Da esteira à corrida de obstáculos

outubro rosa - corrida venus juliana e nicole

Mas com o passar do tempo, lendo mais sobre corrida e para estimular meu irmão (que se recuperava de uma doença), comecei a correr na rua. E descobri no ato de correr uma sensação incrível.

Foi tão incrível que fiquei viciada nas corridas de rua. Em média, eu participava de mais de 2 corridas de rua por mês. Já cheguei a correr todos os fins de semana de um mês, conciliando com os treinos ao longo da semana.

Passei a correr distâncias maiores e descobri que me dou melhor com distâncias longas. Mas ao mesmo tempo, me tornei mais aventureira e comecei a participar das tão “assustadoras” corridas de obstáculos.

Ah, aliás, nesse fim de semana, dia 23, participei da Spartan Race, junto com a galera da equipe eu te incentivo. Em breve, teremos um post fresquinho para contar o que rolou por lá… Só vim aqui dizer que foi a 1ª corrida de obstáculos que participei sozinha. Corri ela toda e passei por todos os obstáculos by myself. Uhuuu! E ainda fiquei no top 20! =D

outubro rosa - corrida spartan race area de largada

Dificuldades

outubro rosa - corrida lotus

A maior dificuldade para começar a correr é COMEÇAR! Mas se você tiver a disciplina para manter o treinamento por, pelo menos um mês, os benefícios logo vêm e isso acaba te estimulando a não parar.

Mas se estiver precisando de uma dicas para começar essa jornada, você não pode perder esse post: Baby steps: colocando a corrida na sua vida de uma vez por todas. E se você é do Rio e tá precisando de novos locais para te inspirar a continuar correndo, dá só uma olhada no post, Quero correr na rua: dicas de locais no Rio para correr com prazer!

Pra entrar no universo da corrida de obstáculos, o nível de dificuldade é um pouquinho maior. Mas não é impossível! Eu testei! Na minha primeira prova eu não consegui fazer diversos obstáculos que exigiam força nos membros superiores. Nessa última, fiz a prova sem ajuda de ninguém e competi na categoria elite. Todo esforço e preparação valeram a pena! Quer saber como começar? Veja Superação, coragem e desafio… sinta essas emoções numa Corrida de Obstáculos

O que mudou

outubro rosa - corrida equipe uff

Além da mudança corporal que fica notória, você vai se tornar uma pessoa mais ativa, menos preguiçosa e com mais vontade de viver.

Vai gostar de desafios, vai querer sempre se superar e se tornar o melhor que pode ser em qualquer situação. Além, é claro, de usufruir de uma saúde de verdade. Lembrando que saúde não é sinônimo de ausência de doença.

Saúde é você acordar disposta. Ter sua mente em alta performance. Corpo ativo e preparado para as situações do dia a dia. Saúde é…

“… uma sinfonia de bem estar, uma serenidade do sistema nervoso, é uma precisão da mente, um conforto em habitar o próprio corpo. É ter energia quando você precisa, ter força quando precisa, repousar quando você precisa. Tudo isso é saúde.\"

Flavio Passos

Te convido a experimentar uma saúde verdadeira, o que acha!?

Outras formas de prevenção

É claro que a atividade física é a resposta para a prevenção de muitas doenças e não seria diferente com o câncer. Mas vale a pena lembrar também de outras formas de prevenção:

  1. Evite o excesso de peso.
  2. Coma de forma saudável.
  3. Mantenha-se fisicamente ativa.
  4. Beba pouco ou nenhum álcool.
  5. Evite a terapia de reposição hormonal.
  6. Considere tomar um medicamento bloqueador de estrógeno (para maiores de 60 anos e/ou com histórico familiar de câncer de mama).
  7. Considere tomar um inibidor da aromatase, como o exemestano (para mulheres pós-menopausa).
  8. Não fume.
  9. Amamente seus bebês durante o maior tempo possível.

Conclusão

Vimos hoje, como o esporte é um grande aliado nesse combate à doenças, em especial ao câncer de mama, tema do nosso artigo. Mas é claro que não podemos esquecer das demais formas de prevenção como o autoexame, o acompanhamento médico e uma alimentação balanceada.

Então, se você ainda não foi picado pelo bichinho do esporte, não faltou foi dica de atividades que você pode começar a praticar. A chave do sucesso no esporte é: busque um esporte que você pratique com prazer!

outubro rosa - corrida equipe endesa

Vá testando de tudo, até encontrar aquele que vai fazer você querer deixar de sair pra noitada, porque seu rendimento cai no dia seguinte e você vai estar tão motivado para continuar melhorando, que nem vai cogitar a hipótese. Rs!

O seu leque de experiências pode ser infinito, assim como foi o meu. Como vimos já fiz: muay thai, dança de salão, stiletto, futsal, handebol, vôlei, basquete, society, futebol de areia, circuito de areia, crossfit, corrida de rua, corrida de obstáculos…

Falo isso, porque já aconteceu comigo e com muitas amigas também. Então se está indo para academia forçadamente, correndo sem a menor vontade, para tudo! Teste diversos esportes/atividades, até encontrar aquela que você vai ter vontade de acordar às 5 da matina, só para não perder 1 dia de treino. E sim, ela existe! ahahha

Até a próxima…

Fontes

Site Oficial: Outubro Rosa
EndocrinoSaude: Análise de Bioimpedância
Dicas para prevenção do câncer de mama
Wikipedia: Outubro Rosa
Oncoguia: Como se Prevenir do Câncer de Mama
Speedo: Esporte - um aliado do Outubro Rosa

Marina Tsuge

Administradora por formação, com 24 anos, descobriu na arte de escrever uma forma de compartilhar conhecimentos e incentivar mudanças.

  • Plácida Da Conceição Ribeiro

    Matéria muito Show!!!!!!

    • Que bom que gostou Plácida! É sempre importante compartilhar as mais diversas experiências para incentivar a mulherada a praticar esporte! E como isso pode trazer benefícios para saúde que a maioria não conhece! =)