Pumptrack: criatividade, técnica e resistência em duas rodas

Aconteceu no dia 23 de Julho, no Trilhas do Olimpo Mountain Park, na região da Posse, em Petrópolis, RJ, a Gincana Pumptrack 2016.

Entendendo o Pumptrack

Pumptrack Chris

O Pumptrack é uma modalidade de base do ciclismo e também, dá nome a esse tipo de pista, que é praticamente uma área de lazer. Essa modalidade favorece a criatividade, a técnica e resistência do piloto. Uma vantagem, é que qualquer pessoa consegue praticar, independentemente da idade ou condição física; outra, é que, quase todos os tipos de bicicletas funcionam bem.

Praticamente, é como se fosse uma pista de BMX (aquele esporte olímpico com bicicletas pequenas, aro 20, em que a pista tem curvas e pulos enormes), mas a proporção dos obstáculos é menor.

A pista geralmente é feita de terra (a última novidade da modalidade, são as pistas de asfalto onde também consegue-se usar skate, patins e patinetes), possui calombos, chamados de Rollers, curvas e em alguns casos, uma ou outra rampa de pulo.

Pumptrack pista Olimpo

Trilhas do Olimpo Mountain Park

Bike para Pumptrack

Apesar das crianças conseguirem brincar na área com suas bicicletinhas e outros tipos de bicicleta conseguirem circular bem pelos obstáculos, o Pumptrack tem uma bicicleta ideal, que é uma Mountain Bike para Dirt Jump ou Street, aro 26. Ou seja, a mesma bicicleta que se usa na modalidade Street (manobras em obstáculos da rua) e/ou Dirt Jump (manobras em sequência de pulos de terra), é a bicicleta ideal para tirar o melhor proveito de um Pumptrack. Essa bicicleta é simples, tem um quadro rígido (sem suspensão traseira) e baixo, pode ou não ter suspensão dianteira (aí é questão de gosto) e, em alguns casos nem possui marcha, apenas o freio traseiro.

Pumptrack Ramon

O mais importante para andar em um pumptrack, é não pedalar durante o circuito. Você anda de bicicleta apenas com a força de seus braços e pernas, "bombando" a bicicleta a cada obstáculo (aliviar para subir, forçar para descer os rollers, usando as paredes das curvas para se manter na linha, e ir ganhando velocidade). Se a pista não possui uma "Largada" ou uma base de lançamento ao alto, se pedala apenas para chegar ao primeiro Roller e depois não se pedala mais. Se pedalar dentro da pista, é eliminado em caso de competições.

Desafios no Pumptrack

Algumas "brincadeiras" que podemos fazer num Pumptrack, sem dar uma pedalada dentro dele:

  • Teste de Resistência: Quantas voltas você consegue fazer?
  • Quem é mais rápido: Em quanto tempo você consegue dar uma volta? Ou duas, ou três? É só decidir o desafio.
  • Criatividade: Qual linha (percurso), além do convencional, você consegue inventar? E consegue inverter a linha também?
  • Rei da Pista: Todo mundo circulando ao mesmo tempo, se atrapalhando, bloqueando, resistindo pra ver quem sobra em cima da bike.
  • Manual: Qual o maior trecho de pista você consegue andar em uma roda apenas, como se estivesse empinando na roda traseira. Com certeza esse é o mais difícil!
Pumptrack role

De todas essas brincadeiras, o resultado final é lucro pro piloto. Brincando, ele faz um treino incrível em cima de sua bicicleta: treina seu cardio, aprende a desenvolver a bicicleta em trechos onde não se consegue pedalar. Se por um motivo se desvia do seu trajeto inicial, busca com clareza caminhos mais inteligentes, sem se atrapalhar. Se encontra pilotos dentro da pista, aprende a visualizar a hora correta de uma ultrapassagem e se força a aprender determinadas técnicas, em trechos onde tinha dificuldade.

Isso tudo se aplica aos demais lugares onde se pedala: na rua, na montanha, no parque, em diversos lugares. Quem está em cima de uma bike, subindo, descendo ou apenas girando, encontra adversidades em que precisa estar preparado para contornar sem dificuldades, nem danos.

Pumptrack tombo guarana

Já conhecia essa modalidade, no mínimo, meio louca, que é o Pumptrack?! Compartilhe com seus amigos que curtem esportes radicais e diversão garantida!


Pumptrack é a pista mais fácil de se construir. Qualquer espaço existente onde se consiga fazer duas curvas e dois rollers, já nasce um Pumptrack e a diversão está garantida. 

Pumptrack no Trilhas do Olimpo

No evento do Trilhas do Olimpo, as bicicletas MTB, aro 26, competiram lado a lado com as BMX, aro 20. Olha as provas que rolaram:

Mano a mano:

Um piloto competia com o outro pra ver quem era o piloto mais rápido, um de cada vez, tendo seu tempo cronometrado, e assim, eliminando o mais lento e passando de fase.

     1º Christian Ferreira (Pumptrack.com.br/Trilhas do Olimpo/Clube Radical/Star Bike)

     2º Willian Pitty (Atrito BMX)

     3º Ramon (Atrito BMX)

Curva mais cavada:

Em uma das curvas, empilharam latas de bebidas no meio dela, na parte mais reta da pista, que começava com 3 latas empilhadas.

Assim que um piloto passava pelas latas empilhadas, tão deitado ou curvado (como preferir) e conseguisse acertar com a ponta do guidão, essa pilha, uma lata era retirada e o próximo piloto precisaria passar mais deitado para acertar a pilha, que tinha ficado mais baixa. Vence quem consegue acertar a menor pilha de latas.

Essa prova muito divertida, foi vencida por Willian Pitty.

Christian Ferreira também venceu as provas de Manual e Rei da Pista.

 

A Gincana Pumptrack fez parte do “Funny Session”, evento de Mountain Board, que aconteceu no Trilha do Olimpo e você saberá mais desse esporte e, também, do evento, na próxima semana. Até lá!

 

Fique Atualizado!

Receba as novidades no nosso Blog em primeira mão!

Jony Anderson

Publicitário . Biker . Construtor de Pistas de Bike . Piloto de Pumptrack For Fun . Skatista Aposentado. Editor do Vida de Tsuge e agora, também, escrevendo matérias de Esportes Radicais para o Eu Te Incentivo.