Tóquio, onde passado e futuro se encontram!

Tokyo_Asakusa

Seja muito bem vindo à mais um episódio da série Viagem dos Tsuge’s!

Hoje vamos falar um pouco mais sobre Tóquio! A ideia é retomar alguns assuntos importantes, como a moeda e cotação, e ainda aprofundar e falar um pouquinho mais sobre esse local incrível. Pontos turísticos, mais curiosidades locais, transporte, alimentação e muuuita foto para tornar essa leitura uma verdadeira VIAGEM!

Relembrando

  • Moeda: A moeda nacional é o iene. Para cálculos e conversões rápidas leve em conta 100¥ = 1$. Para comprar iene, leve seu dinheiro em dólar e troque lá no Japão, quando chegar. Pode ser tanto em aeroporto quanto em bancos normais, pois a cotação não varia tanto como aqui no Brasil.
  • Horários: O comércio costuma funcionar das 10:00 às 20:00 e pontos turísticos de 10:00 às 17:00. Abaixo vou colocar os horários específicos de cada local.
  • Sugestão de sites para pesquisas e informações: Japan-guide, Hyperdia e Organização Nacional de Turismo Japonês
  • Costumes e etiqueta: Cumprimente as pessoas fazendo reverência com corpo e cabeça (quanto mais velha ou superior for a pessoa que você está cumprimentando, maior e mais demorada deve ser essa reverência). Não ande falando nem mexendo no telefone, só atravesse a rua quando o semáforo estiver fechado para os carros (mesmo que não tenha carro nenhum na rua as pessoas esperam o semáforo fechar)… Veja mais dicas na publicação Japão: Tradição e Inovação – Uma viagem para a Terra do Sol Nascente

Novidades

Tokyo_Ueno-park_evento

Então, direcionando ao tema de hoje >> Tóquio << vamos abordar os seguintes pontos:

  • Sobre Tóquio
  • Pontos Turísticos
  • Quando viajar?

Dados da Viagem dos Tsuge’s em Tóquio:

Sobre Tóquio

Tóquio ou Tokyo é a metrópole mais populosa do mundo e é um aglomerado de cidades, bairros e vilas. Seu nome significa em tradução literal “Capital do Nordeste”, e antes chamada de Edo, uma pequena cidade no século XVI. É lá que ficam as principais Instituições Políticas do Japão, sendo assim o Centro Político. Além disso é também o Centro Financeiro e Cultural do País, onde você pode encontrar um grande centro empresarial, comercial, espaços culturais, jornais e empresas de mídia.

Mas não é somente o lado moderno do Japão que se destaca em Tóquio. Ainda é bastante presente a tradição cultural japonesa, expressa em seus templos e santuários do período Edo.

Principais Pontos Turísticos de Tóquio

A diversidade dos tipos de atrações turísticas é fascinante. Então para facilitar vou separar por região e falar das 5 principais atrações. Logo mais, aqui no texto, vou falar dos locais que visitei e dar minhas sugestões.

Centro de Tóquio

Tokyo_Centro
  • Tsukiji Fish Market: O mercado de peixe é famoso por conta dos leilões de peixes, principalmente atum, que em geral pesam entre 100kg e 200kg. O recorde de preço de leilão foi em 2013 que bateu R$ 5,25 milhões. Você pode assistir o leilão, que é gratuito, mas as vagas são limitadas. Então tem que chegar muuuuito cedo, tipo entre 3:15 a 3:45 da manhã (por mais que a entrada no mercado só ocorra às 5h da manhã). Chegue o quanto antes, pois são apenas 120 vagas por dia e não tem como reservar. Mas se seu interesse é somente experimentar um sashimi bem fresquinho, qualquer hora é hora. Nas ruas à direita do mercado tem vários restaurantes, lojinhas de comida e utensílios para cozinha.
    Está previsto para Novembro de 2016 a mudança de local do Tsukiji para Toyosu.
    Estação Tsukiji Shijo, da linha Oedo Subway - logo acima
    Estação Tsukiji, da linha Hibiya Subway - a 5 minutos andando
    Estação Shimbashi, da linha JR - a 15 minutos andando
    Outer Market: parte de fora do Tsukiji, onde ficam as lojas funcionam de 05:00 às 14:00
    Wholesale Area: O mercado de peixe em si abre às 9:00
    Tuna Auction: Leilão aberto de 05:25 às 06:15 (restrição de 120 visitantes/dia)
    Todos os dias, exceto domingos, algumas quartas e feriados nacionais. Saiba mais
    Entrada Gratuita
  • Akihabara: ou a Akiba para os mais íntimos, é o bairro dos eletrônicos e também dos cosplays. Lá você encontra muitas lojas de celular, notes, câmeras… e ainda lojas de fantasia e roupa para cosplay. Ao andar pelas ruas de lá, vai ver muitas meninas vestidas de personagem de desenho animado. Você ainda pode procurar por um ‘maid cafe’, um ambiente que simula uma realidade alternativa, onde as atendentes se vestem de camareiras e garçonetes, te chamam de “meu senhor”/”minha senhora” (em japonês “go-shujin-sama”/”o-jo-sama”) e por aí vai. Mas atenção! Não é nada pornográfico não. Já li alguns relatos de pessoas que confundiram o que de fato era esse ambiente.. É apenas um café, digamos assim, “diferente”.
    Recomendo ir na Yodobashi Camera, Don Quijote (loja de fantasia e tem um Maid Cafe no 5º andar), Akky One. Tem umas lojas que tem desconto de imposto para turista.
    Estação Akihabara, das linhas JR Yamanote, JR Keihin-Tohoku e JR Sobu
    09:30 às 22:00 (Yodobashi), 10:00 às 17:00 (Don Quijote) e 09:30 às 20:00 (Akky)
    Todos os dias
    Só paga o que comprar
  • Imperial Palace: É a casa oficial da Família Imperial. Ela abre alguns dias para visita e nesse tour dentro do palácio você encontra diversos marcos históricos. É bom ir com tempo pois há muita coisa para se ver…
    Estação de Tokyo, das linhas JR Yamanote, JR Keihin-Tohoku e JR Chuo (Rapid)
    10:00 e 13:30 (tour guiado e tem que fazer a reserva prévia)
    Todos os dias, exceto domingos, segundas e feriados nacionais.
    Entrada gratuita
  • Hama Rikyu: É um jardim de 25 hectares no meio de Tóquio. Pensa no Central Park de Nova York… é mais ou menos essa ideia. Existe um audio guide em inglês disponível, que te conduz a um self-guided tour pelo parque. Fica nas entradas Otemon e Nakanogomon do parque.
    Estação Shiodome, da linha Oedo Subway - a 5 minutos andando
    Estação Shimbashi, das linhas JR Yamanote e JR Keihin-Tohoku- a 15 minutos andando
    09:00 às 17:00 (entrada até às 16:30)
    Fechado apenas de 29 de dezembro à 03 de janeiro
    ¥300
  • Ginza: Bom para ir à noite. É a região nobre de Tokyo e indicada para quem quer comprar roupas de marca e tiver bala na agulha… rs!
    Recomendo ir no Sony Building, Tokyu Plaza Ginza (tem tax free para turistas) e Kabukiza Theater (peças no estilo tradicional japonês)
    Vale a pena ir num final de semana que a rua Chuo Dori tem o fluxo de carros fechado das 12:00 às 17:00
    Estação Ginza, das linhas Hibiya, Marunouchi e Ginza Subway
    Estação Yurakucho, das linhas JR Yamanote e JR Keihin-Tohoku
    11:00 às 19:00 (Sony), 11:00 às 21:00 (Tokyu) e consulte os horários para o Kabukiza
    Todos os dias
    O Kabukiza tem tíquetes que variam de ¥4.000 a ¥22.000

Nordeste de Tóquio

Tokyo_Norte
  • Tokyo Skytree: Foi construído em maio de 2012 e é hoje a torre mais alta do Japão e do mundo, com 634mt de altura (anteriormente esse posto era do Tokyo Tower) e a segunda mais alta estrutura. Lá de cima dá pra ver Tóquio e até o Monte Fuji. É meio carinho para subir, mas a vista é bem interessante e até parece que os demais prédios são pequenos, o que não é verdade.
    Vá num horário de pôr do sol para curtir a vista lá de cima e evite finais de semana, pois fica bem lotado!
    Lá em cima tem o restaurante Musashi Sky e se tiver grana sobrando, vale a pena ir.
    Dá pra ir andando de Ueno ou Asakusa
    Estação Tokyo Skytree, da linha Tobu Isesaki
    Estação Oshiage, das linhas Asakusa Subway, Hanzomon Subway e Keisei Oshiage
    08:00 às 22:00 (entrada até 21:00)
    Todos os dias
    ¥2.060 até o 1º observatório (350 mt) e + ¥1030 para ir até o 2º (450 mt)
  • Ueno Park: Com inúmeras atrações, esse parque tem um zoológico, diversas galerias de arte e museus. Destaco aqui o Museu de História Natural! É incrível demais!! Conta a história da humanidade desde o big bang até os dias atuais. Tem um teatro 360º que você literalmente fica dentro do filme. E ir no zoológico é imperdível, só para ver os pandas!
    Ir no Museu de História Natural
    Estação Ueno, das linhas JR Yamanote, JR Takasaki e JR Keihin-Tohoku
    09:00 às 16:00 (templos), 09:00 às 17:00 (museu) e 09:30 às 17:00 (zoo)
    Todos os dias
    Entrada gratuita para os templos, ¥620 (museu de história natural) e ¥600 (zoo)
  • Sensoji Temple: Famosa pela sua enooorme lanterna japonesa na entrada, é um templo budista e o ponto turístico representativo de Asakusa.
    De outrubro a março ele só abre a partir de 06:30
    Estação Asakusa, das linhas Ginza Subway, Asakusa Subway e Tobu Railways
    06:00 às 17:00
    Todos os dias
    Entrada gratuita
  • Asakusa: Além do Sensoji Temple, bem próximo de lá, tem uma rua de lojas chamada Nakamise Shopping Street. Vale a pena dar uma volta e ver se acha algo interessante, mas os preços não são tão interessantes asssim. Lá tem muita loja de utensílios para cozinha.
    Visitar o Sensoji Temple, Kaminarimon (a entrada do Sensoji, que é onde fica a lanterna), compras em Nakamise e Shin-Nakamise Street e também na Kappabashi Shopping Street.
    Dá pra ir andando saindo de Ueno.
    Estação Asakusa, das linhas Ginza Subway, Asakusa Subway, Tsukuba Express e Tobu Railways.
    Também é possivel chegar através do Tokyo Water Bus.
    Compras de 10:00 às 19:00 (em média) e templos de 06:00 às 17:00
    Todos os dias (apenas o Kappabashi fecha aos domingos e feriados)
    Entrada gratuita
  • Ameyoko: Um dos maiores mercados de rua de Tóquio, vende de tudo e é um bom lugar para comprar comidas importadas, roupas americanas e chinesas, tudo bem baratinho.
    Foi o único lugar do Japão que mexeram comigo na rua. Muito estranho... como se fosse aqui no Brasil. Talvez porque têm muitos gringos trabalhando lá.
    Estação Ueno ou Okachimachi, das linhas JR Yamanote e JR Keihin-Tohoku
    10:00 às 20:00
    Algumas lojas fecham em determinadas quartas-feiras
    Entrada gratuita

Oeste de Tóquio

Tokyo_Oeste
  • Shibuya: Conhecido por ser o centro fashion e da cultura jovem. É em Shibuya que fica localizado o cruzamento mais movimentado do Japão (aquele que aparece no filme Velozes e Furiosos em Tóquio). É cheio de lojas e tem uma que eu adorei porque tem tudo que você pode e não pode imaginar: a Tokyu Hands. Uma verdadeira perdição, mas os preços não são lá tão atrativos assim.
    Perto desse cruzamento de Shibuya tem um Starbucks no 2º andar de uma das esquinas. Vá, peça um café, sente-se próximo à parede de vidro e aprecie a loucura que é o abrir e fechar de semáforos.
    É uma das estações mais movimentadas
    Estação Shibuya, das linhas JR Yamanote, JR Saikyo, JR Shonan Shinjuku, Hanzomon Subway, Ginza Subway, Fukutoshin Subway, Tokyu Toyoko, Tokyu Den-Entoshi , Keio Inokashira e Narita Express.
    O comércio funciona geralmente de 10:00 às 20:00 ou 21:00
    Todos os dias
    Entrada gratuita
  • Shinjuku: Região muito comercial com diversos escritórios, shoppings e entretenimentos. Além de todo o lado comercial tem também o Shinjuku Gyoen, um parque muito lindinho. Você pode comprar um bentô ou lanchinho, sentar lá e aproveitar a paisagem comendo. O verão é bastante florido lá dentro. À noite, o ponto forte aqui é o Kabukicho, a zona de puteiros e bares de Tokyo. Comparando com o Rio de Janeiro, eu diria que seria uma Lapa, só que bem segura.
    Estação Shinjuku, das linhas JR Yamanote e uma dúzia de linhas de trem
    09:00 às 16:30 (Shinjuku Gyoen) e Kabukicho a partir das 19:00
    o Shinjuku Gyoen fecha às 2ªf
    ¥200 (Shinjuku Gyoen)
  • Meiji Shrine: É o santuário mais importante de Tóquio. É dedicado aos espíritos do Imperador Meiji.
    Existe o próprio santuário, a Treasure House e o Ineer Garden
    Estação Harajuku, da linha JR Yamanote
    Do nascer do sol ao pôr do sol (santuário) e 09:00 às 16:30 (Treasure House e Inner Garden)
    Todos os dias
    Entrada gratuita (santuário) e ¥500/cada (Treasure House e Inner Garden)
  • Harajuku: Local destinado para quem quer fazer compras, pois é lá que fica a Takeshita Dori (ou Takeshita Street), o berço das tendências fashion de Tóquio. Fica entre Shibuya e Shinjuku. Como se tornou uma referência fashion, é bom evitar ir lá nos finais de semana, porque fica muito cheio (estilo Saara perto do Natal rs)
    Ir na Takeshita Dori e Daiso ¥100 shop
    Estação Harajuku, da linha JR Yamanote
    lojas em geral 10:00 às 20:00 ou 21:00
    Todos os dias
    Entrada gratuita
  • Yoyogi Park: É um dos maiores parques de Tóquio e é famoso pelas suas cores durante o outono. Apesar das poucas cerejeiras, também é uma atração durante a primavera.
    Estação Harajuku, da linha JR Yamanote - a 5 minutos andando
    Sempre aberto
    Todos os dias
    Entrada gratuita

Sudeste de Tóquio

Tokyo_Sul
  • Odaiba: É uma ilha artificial próximo à Tokyo Bay e tem se tornado um ponto turístico bem visitado para um momento de relaxamento em meio ao tumulto de uma grande cidade. Nada melhor que pegar uma brisa do mar, né?! À noite, possui uma bela vista do Rainbow Bridge. Se você é do Rio de Janeiro, ou de região litorânea e quer tomar um banho de mar, eu não recomendo. As praias do Brasil dão de mil a zero. A parte interessante da ilha, é que foi construída em cima de entulhos.
    Tem um trem que se chama Yurikamone que sai da estação Shimbashi (linha JR Yamanote) e te leva até a ilha
    Dá pra ir de Tokyo Water Bus
    A ilha tem diversas atrações. Veja preços, dias e horários de funcionamento
  • Roppongi: Famoso pela vida noturna, é bom chegar depois das 22h. Dá pra jantar, depois ir a um bar ou até mesmo boate e ficar até às 4h da manhã. Lá tem bastante turista e brasileiro.
    Estação Roppongi, das linhas Hibiya e Oedo Subway
    Estação Roppongi-Icchome, da linha Nanboku Subway
    Após as 22h
    Todos os dias
  • Tokyo Tower: Foi erguida em 1958 e possui 333 metros de altura! É 13mt mais alta que a Torre Eiffel. Porém se for para ter uma vista da cidade, do alto, recomendo o Tokyo Skytree que possui um mirante a 450mt de altura.
    Estação Onarimon, da linha Mita Subway
    Estação Akabanebashi, da linha Oedo Subway
    Estação Kamiyacho, da linha Hibiya Subway - a 5 minutos andando
    Estação Hamamatsucho, da linha JR Yamanote - a 20 minutos andando
    09:00 às 23:00
    Todos os dias
    ¥900 (observatório principal) ou ¥1.600 (dois observatórios)
  • Tokyo Water Bus: É na verdade um meio de transporte, mas que por ter teto de vidro, é bem indicado como passeio turístico.
    Você pode pegá-lo nas seguintes regiões: Asakusa, Hama Rikyu, Odaiba e Hinode
    Checar timetable
    Todos os dias
    Varia (ver link acima)
  • Sengakuji Temple: Essa é para quem curte história de Samurai! Ele é famoso por ser o cemitérios dos “47 ronin”
    Estação Sengakuji, da linha Toei Asakusa Subway
    Estação Shinagawa ou Tamachi, da linha JR Yamanote
    07:00 às 18:00
    Todos os dias
    Entrada gratuita

Em torno de Tóquio

Tokyo_Disney
  • Tokyo Disneyland: Tão completo quanto a Disney dos EUA, possui muitas atrações e um personagem mais lindo que o outro. A parte mais engraçada fica por conta da língua mesmo. Já imaginou ouvir o Mickey falando contigo em japonês?!
    Deixe para comprar o tíquete lá na hora e evite finais de semana
    Estação Maihama, da linha JR Keiyo e de lá pega o monorail do Disney Resort para a estação Disneyland
    09:00 às 22:00
    Todos os dias
    ¥6.900
  • Tokyo DisneySea: Com direito a bastante água durante o passeio, vale a pena levar uma capa de chuva ou apenas uma capa para a câmera mesmo. É um mundo de aventura e imaginação construído em torno de 7 temas de filmes da Disney.
    Deixe para comprar o ticket lá na hora e evite finais de semana
    Estação Maihama, da linha JR Keiyo e de lá pega o monorail do Disney Resort para a estação Disneysea
    09:00 às 22:00
    Todos os dias
    ¥6.900

Está gostando do artigo? Então compartilhe esse post com seus amigos e vamos juntos aprender sobre Turismo em Tóquio…


Quando viajar?

Você tem 2 formas de decidir quando ir ao Japão: escolhendo pela estação do ano ou definindo algum evento específico que queira ir. E em Tóquio não é diferente, então vou te mostrar o enfoque de turismo para cada estação e destacar os principais eventos que ocorrem lá:

Estações do ano:

Tokyo_Imperial-palace

* Inverno (dez-fev): o show de iluminação da cidade encanta quem passa por Tóquio no inverno. As regiões de maior destaque são Shinjuku, Ginza e Roppongi Hills. Mas se você procura neve, tem alguns lugares próximos a Tóquio (de 1:30h à 3:00h) como Yuzawa e o próprio Monte Fuji.

* Primavera (mar-mai): ideal para apreciar o floreio das Cerejeiras, então o foco dessa época são as visitas aos jardins e parques, como o Shinjuku Gyoen, Ueno Park e Yoyogi Park.

* Verão (jun-ago): se o que você procura é praia, desiste (rs)! Pra isso vai ter que se deslocar para regiões em torno de Tóquio, pois a única praia que tem lá é Odaiba, onde não é permitido entrar na água, por causa de sua qualidade.

* Outono (set-nov): é quando tudo fica colorido e as árvores avermelhadas. O foco são as regiões arborizadas, como o Imperial Palace garden, Hama Rikyu e o Rikugien.

 

Festivais e eventos:

Fev - Tokyo Marathon: a maior maratona de Tóquio
Mar - Anime Japan: também conhecido como Tokyo International Anime Fair é uma feira de anime e cosplay
Mai - Sanja Matsuri: festival que celebra os fundadores do Sensoji Temple e ocorre em Asakusa
Mai - Kanda Matsuri: o festival celebra a demonstração de prosperidade do novo regime, e surgiu no período Edo
Jun - Sanno Matsuri: é um dos 3 maiores festivais e celebra Tóquio como novo centro político do país
Set - Tokyo Game Show: evento de tendências de videogame
Out - CEATEC: ou Combined Exhibition of Advanced Technologies é a maior feira de tendências de TI e eletrônicos do Japão
Nov - Tokyo Motor Show: evento de tendências de veículos automotivos

Dados da Viagem dos Tsuge’s

Tokyo_Tokyo-station

Como meu período de viagem foi bem curto - tirei apenas 3 semanas para ir ao Japão e, ao mesmo tempo, como queria conhecer mais a história e locais um pouco distantes, passei apenas 4 dias e uma manhã em Tóquio. Período mais que suficiente se você não estiver a fim de aloprar nas compras (rs). Dá tempo de conhecer um pouco do que uma grande metrópole tem a oferecer, sem voltar pra casa zerado de grana!

Vale ressaltar que deixei Tóquio para o fim da viagem, exatamente pensando em: “só vou gastar o que sobrar”.

Mas lá vai um bizu para quem pensa em comprar câmera para estrear logo na viagem… Dei uma passadinha em Akihabara - o bairro dos eletrônicos - no primeiro dia que estava no Japão. Comprei uma câmera e dei início à viagem.

  • 4,5 dias: 02/09/2013 a 07/09/2013 (somente pela manhã) - se fizer as contas, vai ver que na verdade são 5,5 dias. Porém desconsiderei 1, pois foi um dia que passei exclusivamente com minha família.
  • Bairros/destinos: Tokyo Disneyland, Tokyo DisneySea, Harajuku, Shibuya, Akihabara, Ueno, Asakusa e Centro
  • Cotação da época: USD 1 = R$ 2,26 = ¥ 94,23Ou seja, para se ter uma ideia rápida de valores, basta dividir o valor em iene (¥) por 100 e será aproximadamente, o valor em dólar (vou divulgar os custos com base no dólar, que é a melhor forma de você utilizar como base para sua projeção de viagem)

Quanto foi gasto?

Tokyo_Akihabara

Voltando ao tema “bufunfa”, mais uma vez, vai depender muito do seu objetivo: se for uma viagem mochilão de verdade, ou se você quiser economizar, mas ao mesmo tempo ser fissurado por tecnologia e querer trazer as últimas novidades de lá, ou ainda se quiser chutar o pau da barraca e ser feliz trazendo tudo que de mais normal e diferente tem por lá. E olha, é muita coisa que a gente nem sonha em encontrar por aqui e que por lá é tão comum. Uma coisa mais útil e mais linda que a outra. É de pirar o cabeção de verdade!!

Mas, em preços médios fica assim:

  • Hospedagem/dia (hostel): $ 22 a 32
  • Hospedagem/dia (hotel): $ 24 a 600 - vai depender de quantas estrelas você quiser no seu quarto.. rs
  • Transporte/dia (leia mais abaixo): $ 10
  • Alimentação/dia: $20 a 45
  • Turismo ou passeios/dia (variam bastante também, ler mais em ‘Pontos Turísticos’): $30
  • Compras: aqui não tem como mensurar como falei acima, mas logo mais mostro o quanto gastei.

Para os 4,5 dias que fiquei em Tóquio, o total gasto foi, em R$:

  • Hospedagem: não gastei nadica de nada, pois a casa da Obaa-chan era bem pertinho de Tóquio (ficava em Saitama), somente 45 minutos contando o tempo andando, de metrô e transferências.
  • Transporte: não sei ao certo quanto gastei aqui, pois além de ter o JR Pass, como mencionado na publicação anterior Japão: Tradição e Inovação – Uma viagem para a Terra do Sol Nascente, eu ainda tinha o Suica Card que carreguei no início da viagem com aproximadamente 200 USD. Mas no item ‘Transporte’ vou falar um pouco mais sobre os passes de trem/metrô de Tóquio.
  • Alimentação: R$ 202,51
  • Passeios (entradas em parques, templos, jardins, …): R$ 396,47
  • Eletrônicos (note híbrido pc + tablet e um celular): R$ 4.448,53
  • Compras (mesmo tentando me controlar, dei uma leve aloprada): R$ 2.875,16

Alimentação

Comer no Japão é bem fácil, gostoso e até mesmo barato, então seguem algumas dicas e sugestões:

  • Comer sushi no Tsukiji Market
  • Lámen numa loja tradicional (o mais legal é que as pessoas de fato chupam o macarrão, bem cena de filme mesmo)
  • Fuja um pouco dos restaurantes e experimente os Ekibens: bentôs (estilo quentinha) que vendem nas estações de trem/metrô
  • 7-eleven é uma opção rápida e barata para quem tá com pressa e pouca grana
  • Outra opção é ir ao mercado à noite, pois geralmente vendem bentô de comida fresca e no fim do dia sempre rola uma promoção.

Transporte

A rede de transporte no Japão já é incrível! Em Tóquio então… é um mar de trem e metrô. Quase que uma cidade subterrânea! As estações, às vezes, se ligam por debaixo da terra.

metro_Tokyo

Olhando assim, parece bem confuso saber como chegar de um ponto a outro. Mas os japas pensam em tudo mesmo… O site Hyperdia te dá o passo a passo de como andar e trocar de trem/metrô/ônibus. E ainda vai te dar o tempo, preço e melhores opções. De fato, um dos sites que mais usei quando montei meu roteiro.

Então antes de pensar em comprar o JR Pass e outros passes diários de trem e metrô, vale a pena dar uma checada no Hyperdia e ver se vai realmente valer a pena comprar os passes (já que muitos deles tem limitação de linha e empresa que oferece o serviço).

Um passe único de metrô em Tóquio custa de USD 1,6 a USD 3. A boa notícia é que existe a opção de comprar o 1-day free pass Tokyo, que custa em torno de USD 7. Mas lembrando, monte seu roteiro antes para ver se os passes valem mesmo a pena ou não.

Locais visitados

Para ser bem sincera, por ter deixado Tóquio pro final eu já estava no bagaço da laranja. Cansaço ao extremo, até porque no dia anterior à Tóquio eu fiz a escalada do Monte Fuji. Então acabei riscando alguns destinos que tinha programado inicialmente. No fim das contas meu roteiro foi:

1º dia (02/09/2013): Dia de ser criança

Tirei esse dia para ir na Disney Sea e na Disney Land. O bom de ter ido sozinha é que muitos brinquedos, principalmente os de categoria ‘ride’ (tipo montanha russa), tem uma linha expressa, indicada para quem está sozinho. Então poupei muito tempo nas filas de brinquedo. É sempre bom evitar finais de semana, porque fui numa segunda-feira e estava lotado! O custo do passeio é relativamente caro. Na época paguei ¥6.200 (≃ 61 USD) e mais caro ainda é comprar lembranças lá dentro. Então evite ao máximo.. rs

De fato dá pra você passar quase uma semana nesses dois parques, mas eu acho que não vale a pena. Mais vale conhecer o que o Japão tem a oferecer. Ou seja, acabei passando meio dia em cada parque, e deu pra ir em 3 a 4 brinquedos em cada um.

Tokyo_Disney-land

2º dia (03/09/2013): Uma volta por Harajuku e Shibuya

Segundo dia, fui para o lado oeste de Tóquio. Comecei bem cedinho no Meiji Jingu (ou Meiji Shrine) e nesse santuário tem umas plaquinhas de madeira que você compra e escreve um pedido nele. Curiosamente, fui olhar o que as pessoas mais pediam e me deparei com um pedido de um brasileiro (hahaha). De lá segui pro pra Takeshita Street, uma rua cheia de lojas e que estavam em promoção. E lá é promoção de verdade! De 70% a 90% de desconto

De lá tentei ir no Budokan Hall, um estádio onde tem treinamentos e lutas de Sumô, mas dei azar. Ele estava fechado, pois ia ter um evento naquela semana e estavam montando o palco lá dentro. De lá fui para Shibuya e parei numa loja muito comum no Japão, a Daiso ¥100 Shop aquele tipo de loja que você compra o mundo de coisas e não gasta quase nada. Então segui e fui conhecer a Tokyu Hands, indicada pelo meu amigo Koiti Aida. Uma loja incrível com produtos de casa, de beleza, de escritório, de cozinha, eletrônicos… enfim, tudo! Deu vontade de levar a loja toda para casa, mas não era tão barato. Então tive que me controlar (rs). Depois fui observar a movimentação do principal cruzamento de Tóquio.Fui pro Starbucks de Shibuya e fiquei lá, observando o tráfego de carros e pessoas. Enfim, para fechar a noite, atravessei esse cruzamento e fui para a entrada do metrô. Lá tem uma estátua de um cachorro, o Hachikō. Ele é a inspiração do filme “Sempre ao seu lado”, com Richard Gere, em que o cão volta à estação, dia após dia, esperando seu dono voltar.

Tokyo_Meiji-Shrine

3º dia (04/09/2013): Comprando eletrônicos e fantasias em Akihabara

Eu tinha ido em Akiba logo no dia seguinte que cheguei no Japão. Isso para poder comprar uma câmera e registrar a viagem. Então fui na Yodobashi Camera, uma das maiores e melhores lojas de eletrônicos de Akihabara. O bom que lá dá desconto de imposto para turista. Comprei uma câmera semi profissional, a Nikon P520 Super zoom (recomendo para quem não quer pensar em lente, foco, … e mesmo assim quer fotos bem nítidas e lindas). Aproveitei e encomendei um Notebook híbrido (é note e tablete ao mesmo tempo) o Dell XPS 12, com seguro internacional, e eles entregaram na casa de Obaachan.

Nesse 3º dia em Tóquio, aproveitei pra conhecer as lojas de cosplay. Fui na Don Quijote, um a loja de 5 andares. O ruim é que sou muito grande para os padrões japoneses, e ao mesmo tempo isso foi muito bom, porque não tive muita opção - hahaha. Nessa loja tem de tudo, roupa, sapato, peruca, miniaturas, acessórios…

De lá fui comprar uma mala, porque só fui com uma mochila pro Japão.. E como comprei coisa pra caramba durante a viagem, tive que arranjar uma super mala. Então fui na Akky One onde achei a mala e de quebra comprei um celular*.

*Atenção! Não esquece que você tem que comprar celular para gringo, fala que é pro Brasil que eles indicam qual é compatível. Veja o porquê na publicação anterior.

Tokyo_Akihabara

4º dia (05/09/2013): Passando o dia com Obaachan

Acordamos cedo, mas não o suficiente para ir no leilão de atum que rola no Tsukiji Fish Market. Obaachan me levou lá para conhecer o mercado e, é claro, comer! Fizemos um mini tour gastronômico, fomos num restaurante “a la carte” e em seguida num restaurante “esteirinha” (os pratos ficam rodando numa esteira e você vai pegando o que quer comer e no fim paga a quantidade de pratos que consumiu). À tarde fomos visitar uma irmã de obaachan… Dia de ir pra casa cedo e descansar…

Tsukiji-Market_Sashimi

5º dia (06/09/2013): Explorando Ueno e Asakusa

Dia de conhecer a região sul de Tóquio, e a primeira parada foi o Ueno Park. Dentre muitas atrações, fui no Rikugien Garden, Betendo Temple, Kiyomizu Hall, Museu arte natural (lindo!) e Ueno zoo (Panda!). Isso tudo eu fiz em 6 horas de passeio. Depois segui pra Asakusa e fui no Sensoji Temple e na Nakamise Street. É daqui que sai o Tokyo Water Bus, mas acabei não pegando pois queria ir no Tokyo Skytree, ver o pôr do sol.

A vista é linda lá de cima e estava bem cheio para subir, mesmo sendo dia de semana. Ao longo dos observatórios você encontra maquetes, lojas, cafés e é lógico, o chão de vidro!

Tokyo_Sky-Tree

6º dia (06/09/2013): Um breve passeio pelo centro de Tóquio antes de partir

Último dia da viagem e último dia de Tokyo, com roteiro escolhido por Obaachan. Fomos para a Tokyo Station e mesmo tendo passado inúmeras vezes por lá, ainda não tinha andado pela estação (que é gigaaaante… é quase uma cidade subterrânea). Fui também conhecer a superfície da estação e ela até parece pequena e lembra muito uma estação de trem de filme antigo. Daí fomos andando para o Imperial Palace, mas como as visitas internas tem horário agendado, só ficamos no parque externo. A parte mais curiosa dessa visita foi ver pessoas correndo em volta do parque do Palácio Imperial, e reparar que todos corriam na mesma direção. Achei estranho, ri e comentei com obaachan “nossa que engraçado né?! Todo mundo correndo pro mesmo lado…” E ela me falou, como se fosse a coisa mais normal do mundo “Marina, é que tem direção certa para correr… Se você corre pro outro lado pode bater nos outros e o guarda chama sua atenção” =O =O =O paaaara tudo! Direção para correr num parque?! Fiquei passada, mas é Japão né?! De lá, pit-stop para fazer uma massagem e ir relaxada para longa viagem de volta pro Brasil.

Tokyo_Imperial-palace

Conclusão

Tóquio é de fato muito interessante e diversificada. Para pessoas que gostam de comprar ou sair à noite, eu sugeriria mais dias aqui. Agora, para quem prefere conhecer templos, histórias e apreciar a calmaria do Japão, 4 dias é mais que o suficiente para conhecer o básico de Tóquio. Até porque não dá pra você ir ao Japão e não conhecer sua capital que é a referência de tecnologia e avanço mundial. É tipo vir pro Rio de Janeiro e não ir ao Cristo Redentor.

Nas próximas publicações, sobre Viagem dos Tsuge’s, continuaremos a falar sobre o Japão. Mas se você tá curioso sobre algum lugar especifico e quer saber logo o que aconteceu por lá, comenta aqui embaixo o nome do local que podemos trazer as informações o quanto antes. E, se você ainda não leu a publicação anterior, não perca tempo!

 

Corre lá e vê os locais que visitei no Japão para poder opinar também!

Aproveite e baixe o roteiro feito em Tóquio, com todos os detalhes: pontos turísticos, horários, preços e como chegar!

Então até a próxima e espero que tenham curtido essa viagem!

Marina Tsuge

Administradora por formação, com 24 anos, descobriu na arte de escrever uma forma de compartilhar conhecimentos e incentivar mudanças.