Arashiyama: a incrível floresta de bambus e o seu clima de paz!

bamboo-forest_2_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt

Ir a Kyoto e não visitar a floresta de bambus de Arashiyama, é um pecado. Embora Kyoto seja conhecida como “velha capital” ou “cidade dos samurais”, é uma das mais bem preservadas cidades do Japão, imersa em tradição e espiritualidade com seus mais de 2.000 templos e santuários.

Apesar de ter sido devastada por guerras, incêndios e terremotos durante seus onze séculos com capital imperial, Kyoto foi poupada da maior parte da destruição da Segunda Guerra Mundial. Foi removida da lista de alvos da bomba atômica por intervenção pessoal do Secretário de Guerra Henry L. Stimson, já que Stimson queria salvar este centro cultural que conhecera em sua lua-de-mel e em visitas diplomática. Fonte: Wikipedia

A história agradece...

arashiyama-park_2_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt

Arashiyama é um distrito de Kyoto, onde fica a famosa mata de bambus de Sagano, que mais parece uma floresta fechada, de tão altos que são os bambus. Os raios de sol passam entre os bambus e criam uma atmosfera de paz e tranquilidade. O som dos ventos quando batem e balançam os bambus, que se estendem por mais de 500 mts, se transforma em música para nossos ouvidos: a música da natureza.

bamboo-forest_3_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt

É um local muito visitado e cercado de espiritualidade, pois fica entre o templo Tenryu-ji e o santuário Nonomiya. O templo Tenryuji é Patrimônio Mundial da UNESCO e um dos Kyoto-gozan – cinco principais templos de Kyoto.

Você pode fazer o passeio a pé, de bicicleta ou de riquixá, aquela carroça puxada por um homem. O legal é que eles param para contar a história dos lugares por onde passa.

O que mais se pode fazer em Arashiyama?

hozugawa-river_1_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt

Visite o templo Tenryu-ji, que foi erguido no século XIV e tem um dos jardins zens mais importantes de Kyoto. No inverno, tem um festival de lanternas feitas de bambu, espalhadas por toda a cidade, iluminando a paisagem noturna, ruas, santuários e a própria floresta.

Se você quer arrumar um bom marido, o Santuário Nonomiya é visita obrigatória. Ele é muito procurado por mulheres jovens vestidas de yukata, que vêm orar para ter um bom casamento e comprar toda a sorte de talismãs para casar.

O santuário fazia parte do ritual Saigu Gyoretsuo, no período Heian, destinado ás filhas da família Imperial para se purificarem, antes de se tornarem donzelas do santuário em Ise Jingu, considerado o santuário mais importante no Japão.

Em outubro, o Saigu Gyoretsu acontece no santuário Nonomiya e segue em procissão até a ponte Togetsu-kyo, com as mulheres vestidas de sacerdotisas que fazem a cerimônia de purificação, Gyokei-no-gi, nos proporcionando um belo espetáculo.

Para quem gosta de fazer compras, tem uma variedade de lojas que vendem produtos feitos de bambu, pelas ruas próximas à ponte Togetsukyo, que é o centro da cidade. Bem próximo da estação, é lá que ficam os melhores restaurantes, hotéis e pousadas.

Quer viajar pro Japão e conhecer Arashiyama pessoalmente??

Existe uma forma de viajar pro Japão sem gastar rios de dinheiro e conhecendo destinos inesquecíveis!

Por que o bambu é tão simbólico para o povo japonês?

bamboo-forest_1_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt

O bambu está presente na história do Japão, em todos os aspectos. Retratados em pinturas, ilustrações, estampas e festivais, há mitos e lendas que ligam a força do homem ao bambu.

Além disso, você vê o bambu sendo utilizado em vários segmentos e dele se fazem utensílios domésticos, cercas, instrumentos musicais e até o broto de bambu, se come.

Por isso, a floresta de bambus é tão visitada pelos japoneses. Muitos templos e santuários ficam perto de bosques de bambu, pois acredita-se que os bosques têm o poder de afastar o mal e o bambu é um símbolo de força, flexibilidade e resiliência. A sua raiz resistente, é símbolo de prosperidade.

Um dos contos mais famosos do Japão, chamado “Taketori Monogatari” ou “ Kaguya-hime”, é sobre um cortador de bambu que encontra uma menina dentro de um broto de bambu

Como se diz aqui no Brasil, o bambu enverga, mas não quebra!

Como chegar a floresta de bambus e dicas para aproveitar bem o passeio

Saindo da estação de Kyoto, pegue o trem para a estação Saga-Arashiyama, da linha JR Sagano. De lá caminhe por 10-15 minutos até o bosque dos bambus. Além disso, você pode visitar o parque dos macacos Iwatayama e a ponte Togetsu-kyo, que é o símbolo de Arashiyama. A entrada do parque fica do lado sul da ponte.

Dicas para Visitar Arashiyama:

arashiyama-park_3_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt
sagano-scenic-railway_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt

  • Se puder escolher, vá na primavera ou outono. São as estações que deixam as paisagens de Arashiyama mais lindas!
  • Se tiver tempo, faça o famoso passeio no Sagano Scenic Railway também conhecido como Sagano Romantic Train or Sagano Torokko. É um trem panorâmico antigo, que anda devagar para que se possa apreciar a bela natureza ao longo do rio Hozugawa. A linha entre Saga e Kameoka é a mais popular e ideal para casais enamorados. O valor da passagem é bem convidativo: ¥240
  • DICA DE OURO: Chega bem cedo e evite finais de semana e feriados. CHEGA BEM CEDO! A entrada para a floresta é gratuita, por isso fica sempre repleto de visitantes e tirar uma boa foto, só se for bem cedinho.

Agora, se você não tem nem ideia de quando vai poder ir, porque não tem dinheiro agora, participe do Workshop Viajando para o Japão que é 100% gratuito clicando aqui, que a gente vai te dar dicas de como fazer essa viagem caber dentro do seu bolso.

É, sem dúvida, um passeio imperdível!

togetsukyo-bridge_arashiyama_viagem-pro-japao_vida-de-tsuge_vdt