Você já ouviu falar dos superidosos do Japão? Conheça os 3 motivos que fazem o japonês viver muito!

O mundo inteiro hoje está envelhecendo a olhos vistos. No Brasil, a expectativa média de vida ao nascer, é de 76 anos.

“Superidosos são indivíduos acima de 75 anos, que têm desempenho em testes de memória comparáveis aos de idosos 15 a 20 anos mais jovens”, explica a autora do estudo feito no Brasil, a neurologista Karoline Carvalho Carmona. Porém não há ainda um estudo conclusivo sobre o que fazer para ser um superidoso.

Por isso, vamos dar um pulo ao Japão para saber o que eles fazem para ter a maior população de superidosos no mundo. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o japonês vive em média 84 anos, número que dá o título ao Japão, de país com a maior expectativa de vida do mundo. Um estudo do professor Kenji Shibuya da Universidade de Tóquio, diz que o japonês vive muito porque tem total acesso à educação e à saúde 24h ao dia.

imagem-1_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Não é só uma questão de ter uma idade avançada, mas sim de envelhecer com saúde, sem doenças e com tanta disposição.

São vários os fatores que contribuem para o japonês viver muito, principalmente os de Okinawa, onde é muito comum os idosos com mais de 100 anos.

Conheça 3 motivos que contribuem para essa longevidade:

  • O papel do governo na saúde pública;
  • A alimentação japonesa e a disciplina na rotina;
  • Ikigai – propósito
imagem-2_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Como se iniciou esse aumento da longevidade no Japão?

No Japão, após a década de 50, devido à ação do governo japonês na saúde pública, a diminuição da mortalidade por meio de doenças infecciosas, em crianças e jovens, começa a aumentar a expectativa de vida, que antes era de 50 anos.

imagem-3_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

A Sra. Nayu Ikeda, do Instituto Nacional de Saúde e Nutrição do Japão, explica:

A preocupação do governo com a saúde no pós-guerra aumentou, foram 32 leis promulgadas para contemplar o setor. Além disso, após meados dos anos 1960, a redução da mortalidade por acidente vascular cerebral (AVC) teve uma contribuição relevante para aumentar a longevidade do país. Isso aconteceu graças às campanhas de redução do consumo de sal e à oferta de remédios para pressão na rede de saúde. A universalização do sistema médico, diz ela, também teve papel fundamental no processo, já que tornou igualitária a oferta de saúde. Ampliar o acesso à medicina, aliás, é algo que ela sugere a qualquer país que queira ampliar a longevidade.

Sra. Nayu Ikeda

Saiba como o estilo de vida e alimentação, contribuem para o aumento da longevidade

Certamente, a dieta japonesa é um fator importante para explicar os altos índices centenários do país. A dieta equilibrada, pobre de sal, baixo valor calórico e rica em vitamina E, só para começar. Na mesa deles, é possível encontrar vegetais, arroz, cereais e peixes.

imagem-4_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt
imagem-5_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

O japonês não desperdiça um grão de arroz e desaprovam desperdícios. Botou no prato, tem que comer. Mas, em geral, costumam ser muito moderados nas refeições. A maioria deles, incluindo os okinawanos, usam a técnica do hara hachi bu. Essa técnica consiste em parar de comer quando estiver 80% satisfeito e não até a barriga estufar. Além de contribuir para o índice de obesidade no Japão ser um dos mais baixos do mundo.

O chá verde, bebida mais consumida no país, está associado também à boa saúde e longevidade. O chá verde é repleto de antioxidantes, rico em flavonoides que reduzem o risco de AVC’s, desintoxica o fígado e é um dos responsáveis pela baixa taxa de obesidade no país.

Ele também contribui para a melhora da digestão e reduz as taxas de glicemia, colesterol e triglicérides no sangue. Porém, bandeira amarela aos hipertensos, pois provoca o aumento do metabolismo.

imagem-6_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Os japoneses são muito preocupados com a higiene pessoal e a propagação de doenças infectocontagiosas. Usar máscara quando se está doente, é quase obrigatório. A medicina preventiva também contribui para aumentar a expectativa de vida. Por isso, são realizados exames médicos anuais nas escolas e empresas.

Mente sã, em corpo são! O japonês tem outros hábitos que melhoram a qualidade de vida ao longo dos anos: continuam com suas atividades como radio taiso (ginástica matinal), participam de multirões de limpeza, se preocupam com o bem estar coletivo, tomam banho de ofurô e andam para lá e para cá. Ah! E trabalhar até os 70 anos, é muito comum.

imagem-7_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt
imagem-8_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Há disciplina em tudo! Minha sobrinha no Japão, não consome açúcar, minha mãe (obaachan da Marina) quase não come mais carnes, sal e açúcar. Ela cuida do jardim pessoalmente, abaixando, cortando grama aos 77 anos e minha irmã faz ioga todos os dias. Enfim, disciplina.

Disciplina pode ser a chave para se ter motivos de ir à luta todos os dias: Ikigai!

Mas talvez, o real motivo dessa longevidade é o que te faz acordar todos os dias, o propósito da vida! Criar uma rotina diária cheia de atividades planejadas, de acordo com o que te faz feliz: o Ikigai!

imagem-9_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt
imagem-10_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Segundo o escritor espanhol Francesc Miralles, coautor do livro Ikigai, o segredo dos japoneses para uma vida longa e feliz, ”é aquela motivação especial que nos ajuda a levantar da cama todos os dias para viver mais um dia. Essa filosofia faz com que a vida passe a ter sentido e valor, qualidades que estimulam um cuidado maior com o corpo e com a mente.”

Quer aprender mais sobre o seu Ikigai?

Participe do Desafio Lifestyle Samurai de 21 dias e conquiste um estilo de vida cheio de propósito e foco!

Exemplo disso é a ilha de Okinawa, conhecida como a "Terra dos Imortais", onde existe um vilarejo chamado Ogimi, que tem 3 mil habitantes e está no Livro Guinness dos Recordes por ter a população mais velha do mundo. Segundo Miralles, ele perguntava aos idosos de Ogimi, o motivo de estarem sempre alegres, no vilarejo onde muitas pessoas vivem além de 100 anos e a palavra mencionado com frequência foi: IKIGAI!

É claro que essa região do Japão ajuda muito, com um clima subtropical, as pessoas têm uma dieta rica em frutas e vegetais, moram em comunidades onde se valorizam os laços pessoais e se mantêm ativas fisicamente por toda a vida.

imagem-11_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt
imagem-12_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Não é só estar vivo, é ter PROPÓSITO! Essa palavra tão na moda, é a razão de se viver muito, dessa turma que passa dos 100 anos. Querer viver na plenitude e com felicidade, todos os dias!

É claro que a educação do povo japonês e o respeito ao outro também são importantes para o idoso. Ele é tão respeitado lá, que tem até um dia comemorativo para os idosos: Keiro no hi – Dia do Respeito aos Idosos no Japão, que em 2020 será comemorado no dia 17 de Setembro.

imagem-13_segredo-dos-superidosos-do-japao_cultura-japonesa_vida-de-tsuge_vdt

Aliás, qual o seu propósito na vida? Deixa aqui nos comentários!

Nesse novo ano, desejamos a vocês, IKIGAI!