Shinzo Abe, premiê japonês, renuncia e notícia cai como uma bomba no Japão!

Aqui no Brasil, há um ditado antigo que diz que “agosto é o mês do desgosto". Recheado de crenças do tempo das nossos avós, passa a ter um fundo de verdade quando falamos de Japão. Foi na manhã do dia 28 de agosto , que o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, autoridade máxima do país, anunciou que renunciará ao cargo para cuidar de um problema de saúde.

Muito emocionado, disse que estava “profundamente triste”, por deixar o cargo antes do fim do mandato, em meio à pandemia do coronavírus. Essa notícia, caiu como uma bomba, para os japoneses e fez o índice japonês Nikkei fechar em queda de 1,41%. Foi também, entre os dias 6 e 9 de agosto de 1945, Hiroshima e Nagasaki foram atacadas pelas bombas atômicas, que resultou numa das maiores tragédias do século 20: mais de 300 mil mortos.

shinzo2_free_photopin_atualidades-do-japao_vida-de-tsuge_vdt
Minha saúde frágil não deveria guiar à decisões políticas equivocadas”, disse. “Como eu não sou mais capaz de cumprir com as expectativas sobre o mandato do povo do Japão, eu decidi que não devo seguir na posição de primeiro-ministro. Então eu decidi me retirar”, afirmou.

Porém, ele continuará a exercer sua função, até o seu substituto ser nomeado.

Um pouco da trajetória de Shinzo Abe

No seu primeiro mandato que começou em outubro de 2006, ele renunciou ao cargo um ano depois, por causa dos sucessivos escândalos e, também, pelo problema de saúde que o acomete agora novamente. Abe sofre de colite ulcerativa crônica, desde que era adolescente. Mais uma vez, a doença o faz sair do cenário político.

A partir do seu segundo mandato em 2012, foi sendo reeleito e iria governar até 2021. Em 2012, implementou o “Abenomics”, uma estratégia de recuperação econômica, que teve chamada pelo governo japonês de "três flechas": política de flexibilização monetária, estímulo fiscal e reformas estruturais, teve seu mérito.

abe_atualidades-do-japao_vida-de-tsuge_vdt

Sua carreira, sem dúvidas, deixa marcas. Neto de um ex-primeiro-ministro, Shinzo Abe foi o primeiro-ministro mais jovem do Japão, eleito aos 52 anos. Também tem o recorde de ser o chefe de governo a permanecer no cargo por mais tempo, na história do país: 2.799 dias consecutivos, em quase 8 anos no poder!

Com a pandemia, uma carreira pontuada por alguns escândalos e com a popularidade em queda, o sonho de levar o Japão a ter um crescimento econômico sustentável, também acaba com a sua renúncia.

Porém, mundialmente uma imagem dele ficou eternizada: quem não se lembra dele saindo de um tubo, caracterizado como um personagem do game Super Mario, na Cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro? Shinzo Abe surpreendeu o mundo, fez história e esperamos que se recupere da doença. Ganbatte ne!!

abe-mario_atualidades-do-japao_vida-de-tsuge_vdt

Você gosta de cultura japonesa?

Existe uma forma de ter o Japão (e a cultura japonesa) mais perto de você todos os dias!

Se você gostou desse post, também vai gostar desses aqui:

Referências sobre Shinzo Abe: