Trabalhar no Japão – nova lei: uma opção para quem está desempregado ou quer viver no Japão

Era Reiwa: novos tempos, mudanças, novas leis e desde abril, trabalhar no Japão, ficou mais acessível para estrangeiros de todo o mundo, mesmo os não descendentes. Enquanto que no Brasil o desemprego cresce e atinge quase 13 milhões de pessoas, no Japão tem emprego sobrando! Ou gente faltando...

São 1,6 empregos para cada pessoa. Como não dá para trazer os empregos para cá, a boa notícia é que você pode ir para lá! Embora grande parte dos brasileiros estejam nas fábricas, as maiores oportunidades estarão na agricultura e construção civil, segundo Yoshihide Suga, o secretário-chefe de gabinete do governo. Um selecionador de frutas pode ter um salário de U$ 2298, já pensou? E se você falar outros idiomas, além do japonês, pode ter ganhos acima de U$ 3000, como atendente ou recepcionista.

Se você já teve ou tem o sonho de ir para o Japão, agora você tem uma ótima oportunidade! Em dezembro de 2018, o governo japonês aprovou um projeto de lei que autoriza a entrada de trabalhadores estrangeiros no país, por um período de cinco anos, inclusive aqueles que não são descendentes de japoneses. Não se trata de uma nova política imigratória, mas certamente está sendo vista pelo povo japonês, com muita reserva, pois se trata de um país tradicionalmente fechado à imigração.

factory_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
ceramica_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
ricefield-1509122_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt

Meus irmãos, por exemplo, vivem no Japão há mais de 20 anos e não são cidadãos japoneses até hoje. E são filhos de japoneses :/ !

Desde 1º de abril, novas regras de visto para emprego facilitam a entrada de trabalhadores de todas as partes do mundo. A previsão é de mais de 300 mil postos de trabalho até 2025.

O que eu preciso saber ou fazer pra poder trabalhar no Japão?

Embora a oferta de trabalho seja muiiiito atraente, afinal, ter a possibilidade de ganhar U$18/hora, com baixa qualificação e poder morar decentemente, ter segurança (QUE PAÍS SEGURO!!!), boa educação, bom uso do dinheiro público, não é tão fácil como se pensa. O brasileiro que está acostumado a uma política de trabalho em que não se é medido pela produtividade, trabalhar no Japão, pode ser muito estressante.

fish-market_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt2
metro_1920_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
shibuya-japan_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt

Acho que a coisa mais importante que você precisar ter em mente, antes de se lançar nessa aventura é responder à seguinte pergunta: estou disposto a abrir mão da minha família, da liberdade que tenho no meu país, para trabalhar e viver num país onde tudo funciona, terei um emprego, vou viver com dignidade, mas terei que viver sob regras rígidas? Se a sua resposta for sim, sem pestanejar para TUDO, então pode começar a pensar em ir para o Japão.

Outras coisas que você precisa saber e fazer para facilitar a sua ida para o Japão:

  • Leia TUDO o que você puder sobre o povo japonês e seus hábitos. Um boa leitura para começar é o nosso artigo Curiosidades do Japão de A-Z
  • Comece a aprender o japonês. Saiba na ponta da língua as expressões básicas clicando aqui.
  • Não se esqueça de que a necessidade de mão de obra no Japão, é para baixa qualificação, mas se tiver algum curso técnico ligado à indústria ou comércio, pode ajudar. Por exemplo, operar uma empilhadeira. Um jardineiro pode começar ganhando, mais de U$2000. Qualquer outra competência ligada ao mundo digital também será bem-vinda.

passport-1920_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
kakizome_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
jardineiro_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt

  • Entre em contato com as empresas que contratam mão de obra para trabalhar no Japão.
  • Tire o passaporte!

O que eu preciso saber ou fazer pra morar no Japão?

Quando você recebe visita na sua casa, você gosta que a visita entre com o sapato sujo pela sua sala, deite com os pés em cima do seu sofá, peça água e deixe o copo sem lavar em cima da mesa? Ou mesmo, chegue em sua casa, sem levar nada e fique comendo e bebendo na sua aba, como se estivesse em um hotel? Não gosta?

Pois é, lembre-se de que você no Japão, é a mesma coisa: um estrangeiro chegando na casa dos outros. Portanto, se quer conviver bem e ser respeitado, primeiro respeite. Estude os costumes do país para onde você está indo, para não pagar mico ou ser indelicado. Ouça, observe, fale menos. Em tudo, se contenha. Se não for assim, não vai dar certo.

metro2_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
shoes_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
alunos-sakura_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt

Além de estudar os hábitos japoneses, convém estudar um pouco também da língua japonesa. Dependendo do lugar para onde se vai, as pessoas não falam em inglês. É extremamente gentil, você se comunicar no idioma local. Não é assim que os turistas fazem? Aprendem as expressões básicas do país que visitam para não ficarem perdidos? É legal fazer o mesmo, né? A avó da Marina, obaachan, pode te ajudar nessa tarefa:

O que muda no Japão com essa onda migratória de trabalhadores?

É claro que a sociedade japonesa está receosa do impacto que essa entrada em massa de estrangeiros pode causar. Historicamente, sempre foi um país fechado à imigração e, certamente, é um dos motivos pelos quais consegue manter sua identidade cultural quase intacta, suas tradições milenares, rituais... inclusive contar dinheiro no meio da rua!

Por isso é importante que o imigrante trabalhador, saiba respeitar o país que irá acolhê-lo, para que este novo momento seja bom para ambos os lados. O Japão está precisando muito de trabalhadores? Está sim! Mas temos que ser humildes e adotar a postura de que o coletivo vem acima da necessidade individual. “Ah Milene, mas os trabalhadores estão indo pra lá ajudar o Japão, então eles têm que nos respeitar também!”. Sim, eles respeitam à medida em que os estrangeiros não desrespeitam as regras de lá.

seguranca_1920_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
tradition_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt

Se você já quer chegar lá cheio de marra, NÃO VÁ! Se você tem dificuldades de obedecer ordens, ter disciplina, se adequar a regras, NÃO VÁ! O Japão só é esse país organizado e ordeiro, pela educação do seu povo. E esperamos que quem vá para lá, saiba minimamente disso e se adeque. Eu vejo algumas pessoas reclamando do Japão, mas ninguém reclama de ter ganhado dinheiro lá.

Enfim, as oportunidades são tantas que se você souber japonês e outro idioma, quem sabe, pode se candidatar a um trabalho nas Olímpiadas, no comércio ou trabalhar na sua profissão.

omotenashi_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt
antigo-novo_trabalhar-no-japao_vida-de-tsuge_vdt

Jornalista por formação, é curiosa e espontânea. Sua marca registrada é o sorriso. Sabe ser sargentão, mas tem os momentos "deixa a vida me levar". Muito autêntica no seu jeito de ser, é uma mãe "vida loka".