Vou para o Japão: será que vou conseguir tirar o visto japonês?

Neste post vamos abordar um assunto que gera dúvida, preocupação, insegurança e pânico, para quem sonha viajar pro Japão. Afinal de contas, por que é tão complexo o processo de requerer um visto japonês?

Então, não é que seja difícil… O difícil mesmo é achar a informação correta. Quando você vai buscar informações sobre visto japonês, algumas são incompletas. Por isso, tô aproveitando que esse assunto tá bem fresquinho na minha cabeça, pois acabei de tirar o meu visto japonês, novamente…

Hummm… Não tava sabendo? Se não estava sabendo, é porque você não segue o nosso Instagram . Então, para tudo aqui, corre lá e segue logo pra não perder os stories que vão rolar dessa viagem, em outubro.

O que devo fazer pra tirar o visto japonês?

Viajar pro Japão já é uma coisa difícil de ser colocada em prática, pois todo mundo acha que é caro e NÃO É!. E pra tirar o visto japonês, as pessoas acham que podem ser barrados, que o Japão é rigoroso quanto à entrada de estrangeiros. Te asseguro que o visto pros Estados Unidos é bem mais difícil de ser obtido. Só naquele formulário online em inglês do CASV, já dá para desistir. Para tirar o visto japonês é bem mais simples e barato!

A primeira coisa que você precisa saber é que existe uma infinidade de vistos diferentes: Visto de trânsito, visto temporário (aqui entra turismo, trabalho, visita a familiares, tudo que se encaixar num período menor ou igual a 90 dias, visto pra nissei, sansei, agora tem também o visto de yonsei, visto temporário com convite ou sem convite, visto pra cônjuge (e é por isso que tem aí um montão de gente interessado em namorar/casar com japas) e ainda, visto de trabalho.

Para cada visto, um batalhão de documentos e valores diferentes. Mas, acredito que a maioria está interessada no visto de turismo, então eu vou falar APENAS dele e, talvez, trazer alguma informação importante pros outros.

Aliás, vale ressaltar, as informações que eu tô passando aqui, são de experiências minhas, na retirada do visto e também com base em informações do site do consulado. E um segredinho, elas podem mudar, principalmente o valor da taxa.

Então falando de visto de turismo, você ainda tem duas opções: visto de entrada única e visto de múltiplas entradas. As diferenças entre eles, além é claro, da quantidade de vezes que você pode entrar no Japão, são a taxa, que é quase o dobro do valor, a comprovação de renda que deve ser maior e uma carta justificativa para o visto de múltiplas.

E aí, primeira coisa que você tem que fazer é rezar para que tudo dê certo… Brincadeira!

Antes de tirar o visto japonês, o que providenciar primeiro?

E porque as pessoas têm que rezar? Porque pra tirar o visto japonês você já tem que ter comprado a passagem aérea de ida e volta e, ainda por cima, você só pode dar entrada no visto com no máximo 3 meses de antecedência. Antes disso, não pode. Isso porque, após tirar o visto, você tem o prazo de 3 meses pra entrar no Japão.

E é aí que a galera perde o sono! Ou seja, você compra a passagem com bastante antecedência pra pagar barata, fica aí roendo a unha de ansiedade, pra quando der 3 meses pra sua viagem, ir ao consulado , dar entrada no visto e, talvez, ter ele aprovado! SIM, corre o risco de você não ter seu visto aprovado. Mas, estou aqui pra te dar algumas dicas e diminuir ou zerar esse risco.

Passo a passo para requerer o visto japonês

Passo 1 - você precisa saber o custo da sua viagem, pra saber se sua renda é compatível com o custo da viagem e começar a guardar dinheiro, pois muitos dos locais, hospedagens, restaurantes, lojas no Japão, não aceitam cartão de crédito. Por falar em poupar, entre em nosso site e saiba como planejar uma viagem ao Japão, sem assassinar o seu bolso, clicando aqui!

Passo 2: você precisa ter, minimamente, um roteiro pra sua viagem. Isso porque o consulado vai te pedir o roteiro no processo de solicitação do visto.

Passo 3: comprar a passagem de ida e volta, já que é requisito pra dar entrada no visto.

Passo 4: Ir ao consulado dar entrada no visto.

Passo de ouro: fazer o nosso curso online Viajando para o Japão. Você vai ter todo o conhecimento, ferramentas e dicas necessárias pra fazer uma viagem pro Japão top, montando o seu próprio roteiro de acordo com o seu perfil de viajante, otimizando o tempo e tendo uma experiência samurai. É a oportunidade de você deixar de ser um turista comum, refém de um roteiro impessoal de agência de viagens, apenas pra tirar fotos.

Documentação para solicitar o visto japonês

Segue a lista de tudo que você vai precisar levar pra solicitar o visto:

  1. Passaporte válido (com validade de no mínimo, 9 meses)
  2. Uma foto 4,5 X 4,5 (ou 3X4) recente (tirada há 6 meses, no máximo), com fundo branco e sem data
  3. Formulário de solicitação de visto preenchido (tem o modelo no site)
  4. Reserva de passagem de ida e volta
  5. Cópia da identidade autenticada OU LEVAR a cópia + a identidade original
  6. Cronograma de Viagem (tem modelo no site)
  7. Algum documento de comprovação de renda

E como esse item é o “apanhador de sonhos” da galera que quer conhecer o Japão, vamos destrinchar esse assunto…

Comprovando Renda pra solicitar o visto japonês

Como você pode comprovar renda? Vou enumerar abaixo, quais os comprovantes aceitáveis. São eles:

  • A primeira forma é a cópia da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (todas as páginas, inclusive o recibo de entrega)
  • A segunda forma é levar os seus 3 últimos contracheques.
  • A terceira forma é, caso você seja um empreendedor, investidor, tenha métodos não tradicionais de monetização (gerar renda), mas você tem alguma aplicação financeira (seja ela dinheiro na conta corrente, investimento em cartas do governo, como o tesouro direto, poupança, aplicações financeiras diferenciadas, de alta liquidez e com risco moderado a baixo), você pode usar esses demonstrativos pra comprovar renda.

AGORA, SE VOCÊ NÃO TEM EMPREGO DE CARTEIRA ASSINADA, não tem nenhuma aplicação milionária, tem pouca renda ou algo assim, não desista. Você também pode ir pro Japão.

Você pode combinar a sua comprovação financeira com o de outras pessoas. Por exemplo, a primeira vez que fui pro Japão, eu ganhava bem pouquinho. Levei o contracheque meu e da minha mãe e uma carta garantia de custeio de viagem (coitada da mamãe), onde ela dizia que assumiria parte/total dos gastos da minha viagem, também (tem o modelo no site deles). E pode ser qualquer pessoa (independe de ser pai, avós, filho, mãe, irmã), que resolva assumir os custos da viagem com você ou para você.

Ou seja, se você não tem dinheiro mesmo nem pra bancar parte da sua viagem, mas rolou um "paitrocínio", um "votrocínio", um "maetrocínio", eles podem comprovar pra você!

Pra isso, basta você levar os comprovantes de renda deles, como citei anteriormente: IR, contracheque ou aplicações financeiras dessa pessoa, a carta garantia de custeio da viagem (que tem o modelo no site do consulado), a cópia do documento dessa pessoa e um comprovante de residência dela.

Daí, você junta esses documentos, com os seus documentos, que listei no passo anterior, e pronto, vai no consulado e faz o pedido do visto.

Eles vão te dar o prazo de 2 dias úteis pra voltar lá e ter a resposta final, se foi ou não aprovado. E só aí, caso seu visto tenha sido aprovado, que você paga a taxa do visto japonês. E uma dica, leve o dinheiro certinho, trocadinho de preferência.

Tudo pronto? Vamos embarcar? Prepare-se para uma experiência que você não vai ter em lugar algum do mundo a não ser no JAPÃO!!!

Dúvidas Frequentes sobre o Visto Japonês:

Tenho família lá, isso dificulta eu tirar o visto?

De forma alguma. Aliás, pode até facilitar. Isso porque existe uma documentação que você pode solicitar pros seus familiares de “carta convite”, onde seu parente vai enviar uma carta, que você deve apresentar junto com seus documentos no consulado, dizendo que ele está te convidando a visitar o Japão. E o bom é que tem todos os modelos desses documentos, no site do consulado da sua região para baixar.

Quanto custa pra tirar o visto japonês?

Na data de 13/set/2018, no consulado do Rio está 86 reais, o de entrada única e se eu não me engano, o de entradas múltiplas está R$172,00.

Qual o prazo pra retirar o visto japonês?

Do momento que você dá entrada no visto até receber ele prontinho, são 2 dias úteis. Pra outros vistos, mais específicos, o prazo é de 4 dias úteis.

Tive meu visto negado e agora?

Pergunta no próprio consulado, qual o motivo deles terem negado. Assim, você pode providenciar o que estiver faltando, o mais rápido possível e dar entrada de novo. Uma informação importante é que você só paga a taxa do visto, se ele for concedido. Caso ele seja negado, não é necessário o pagamento.

Preciso de uma agência ou empresa intermediadora pra tirar o visto japonês?

Se você tem tempo para ir ao consulado, NÃO, DEFINITIVAMENTE NÃO. Só vale a pena você recorrer às agências se você tiver tempo e dinheiro sobrando. Caso contrário, não é necessário. Basta você saber as informações necessárias, juntar os documentos que citei acima e voilá! Vá ao consulado e dá entrada por conta própria.

Então é isso! Acho que agora, você tem todas as informações necessárias pra começar o processo de solicitação do seu visto e até mesmo de planejamento da sua viagem pro Japão, já que eu sei que o visto japonês é algo que gera tanta dúvida e receio, que muita gente até desiste de viajar pro Japão.

Veja o vídeo completo sobre esse assunto:

Se você gostou desse post, também vai gostar desses aqui:

Siga a gente nas mídias sociais e fique por dentro de tudo que rola no Vida de Tsuge.

Referências de artigos sobre Visto Japonês: